sexta-feira, 29 de julho de 2016

Anime Friends 2016: Reino do Cogumelo numa viagem interplanetária pelo maior evento de cultura japonesa do Brasil

Se você curte games, desenhos, quadrinhos, séries e franquias famosas do universo do entretenimento, provavelmente já deve ter ouvido falar do Anime Friends — um dos maiores eventos brasileiros que reúne mais de 120 mil fãs e entusiastas da cultura japonesa e do mundo geek em geral. É feito com carinho pela Yamato Comunicações e Eventos, que só com o Anime Friends consegue atrair caravanas não só de todo o Brasil como de uma série de países da América Latina que não perderiam o evento por nada. A edição de 2016 aconteceu durante os dias 08, 09, 10, 15, 16 e 17 de julho dentro do Aeroporto Campo de Marte, na zona norte da capital de São Paulo, num espaço tão imenso e acolhedor que deixaria os administradores de Beanbean International Airport de queixo caído.

Nós aqui do Reino do Cogumelo já não somos novos ao evento. Sempre o frequentamos e prestigiamos muito — a exemplo de nossa cobertura do Ressaca Friends no finzinho do ano passado. Dentre tantas e tantas atrações irresistíveis, há vários pontos que sempre nos chamam a atenção. Cosplayers de Super Mario e seus carismáticos personagens certamente são um deles. E vendo as imagens abaixo, não há quem discorde:


Que Mario sempre andou às voltas com princesas, já não é novidade! Mas...


Os incríveis Irmãos Mario e... hã? Que cheiro é esse?! Waaah!


As verdejantes inspirações de Luigi no coração dos fãs!


Da esquerda para a direita: um bombado bombeiro hidráulico sempre pronto para conquistar donzelas! Um trio oriundo de um universo alternativo extremamente carismático! E Princesa Peach com Perry, o guarda-sol falante de Super Princess Peach (DS, 2005); muito embora ela esteja lado a lado com uma presença maligna...

O passeio basicamente interplanetário pelo centro de eventos do Campo de Marte à procura de fãs e entusiastas de Super Mario e suas subséries ia de vento em popa, até que, como numa forte troada, surgiu ali, no gramado, uma espécime vilânica e ambiciosa, disposta a colocar tudo abaixo! Como rugiria o questionável candidato à presidência da utópica Dinohattan na pele do eterno Dennis Hopper, King Koopa... "Bob-Omb!"


"Waaaario can!"

O Anime Friends cai aos admiradores de cosplay como um prato cheio de espaguete. Super campeonatos como a World Cosplay Summit (WCS Brasil), Yamato Cosplay Cup Internatcional (YCCI) e Yamato Cosplay Cup Brazil colocam talentosíssimos amantes desta cultura de interpretação de personagens em rota de colisão. O Concurso Cosplay, presente no Palco Fantasy em todos os dias do evento, dava plena liberdade criativa com suas tantas subcategorias — de Cos-Desfile a várias divisões de Cosplay Livre. O Concurso Cosplay Especial Naruto, patrocinado pela Rixty e pelo jogo oficial Naruto Online, deu prêmios rechonchudos aos três primeiros lugares do pódio. Waaah!


O Cosplay Kids, desfile exclusivo do Anime Friends com apoio da Grow, também fez a alegria da criançada e dos marmanjos presentes, inundando o espaço com fofura e carisma da versão Baby de nossos personagens favoritos.

I'm-a Luigi, number one!

E por falar em cosplay, ninguém melhor para tomar a palavra do que Pedro Henrique Espíndola, mais conhecido como Peique, cosplayer e ator juiz-forano que se dedica com maestria a dar vida a personagens distintos de games, séries, desenhos animados e filmes. Peique, que já bate cartão nos eventos da Yamato desde meados de 2005, saciou algumas das questões da equipe Reino do Cogumelo em entrevista:

Quando você começou a passar pelas primeiras fases do mundo cosplay? O que te inspirou a encarnar tantos personagens?
Eu comecei com o cosplay em 2007 com meu primeiro personagem, Fox McCloud de Star Fox. O que me inspirou a começar a fazer estes cosplays foi eu perceber que, com isso, eu poderia trazer ao mundo real personagens que dificilmente veríamos ao vivo. Fico muito feliz quando encontro alguém fazendo cosplay de algum personagem que gosto muito e também muito feliz quando sou eu que provoco essa mesma sensação em algum fã do personagem do qual estou vestido.

De todas as franquias da Nintendo, qual é a sua favorita?
Pergunta difícil... eu sou muito fã da Nintendo. Mas acho que Super Mario é minha favorita. É um mundo muito característico, com personagens muito carismáticos e memoráveis.

Quais foram seus contatos com a série Mario e quais são os os jogos da franquia que mais te marcaram?
Eu comecei a jogar no Super Nintendo com Super Mario World. Eu devia ter uns 6 anos. Na época não era minha franquia favorita; este lugar era ocupado por Kirby e Donkey Kong. Mas quando entrei na geração do Nintendo 64, aí não teve mais volta. Super Mario 64, Mario Party, Mario Kart e principalmente Paper Mario fizeram meu amor por esta série crescer muito e eu quis aprender tudo sobre o mundo, personagens e afins.

Me tornei tão obcecado pela franquia que comecei a escrever e ilustrar um livro baseado no jogo de Paper Mario. Chegou a ter 7 capítulos, num total de 400 páginas e cheguei a ilustrar até o terceiro capítulo. Além disso, criei um Mario Party físico de tabuleiro, fiz diversos bonecos da turma para poder brincar já que na minha cidade não se achava nada do Mario para vender na época... Até hoje mantenho o mesmo amor pela franquia e atualmente estou finalizando um jogo de tabuleiro inspirado em Mario Kart que fez sucesso entre meus amigos e já tenho boa parte de um novo Mario Party idealizado também. E meu quarto também tem uma decoração de Mario!

Como diria o narrador de Super Smash Bros. Brawl: "Luigi?!" Por que o escolheu como cosplay? O que há de tão especial no carismático fratello de Super Mario que te levou a interpretá-lo em carne e osso?
O Luigi sempre foi um personagem que me fez rir muito. Não posso dizer que ele é o meu favorito da turma, mas com certeza era o melhor para se interpretar. Saber do seu lado medroso por fantasmas, azarado, atrapalhado, menosprezado pelo irmão e até mesmo da sua parte mais "dark" de inveja que o fez se tornar um vilão em um determinado jogo me fizeram gostar muito do personagem e ver que ele é um dos mais completos. Não tem como não se identificar com ele de algum jeito.

Você já fez ou chegou a considerar fazer cosplay de outros personagens do Mario e da Nintendo em geral?
Vixe, são tantos planos... hahahaha. Da franquia de Mario, já pensei em fazer o Waluigi, versões humanas de todos os amigos de Paper Mario e Dimentio. Da Nintendo em geral, fiz o Fox de Star Fox e o Lucas de Earthbound; mas pretendo um dia fazer, da série de The Legend of Zelda, o Link adulto, o Toon Link, Príncipe Komali, Link Zora, Skull Kid e Sheik. Isso a princípio, porque Zelda tem muitos personagens com visuais incríveis. Fora eles, farei o Pit de Kid Icarus, Gaius de Fire Emblem Awakening, Villager de Animal Crossing, Meta Knight de Kirby... são muitos projetos! Eu sempre procuro fazer cosplays que não estão na moda e tentar surpreender. Tenho algumas surpresas, mas terão que esperar para ver!

Com sinceridade: dentre o rol de personagens de games, séries, filmes e desenhos animados que você já trouxe à vida, qual foi o cosplay que você mais gostou de fazer até hoje?
Com certeza o que mais me divertiu e eu me identifiquei foi o Jack Skellington de "O Estranho Mundo de Jack". Ele foi o responsável por me fazer gostar desse meio cosplay. Recebi muitos elogios com ele e fiz muitos amigos por causa dele também. Com certeza, meu personagem favorito.

Pra descontrair: ao longo do Anime Friends 2016, quantas pessoas te chamaram de Mario verde?!
Hahahaha, olha, pensei que seriam bem mais! Mas acredito que umas quatro no máximo! E eu tirei bastante foto no evento. Mas a zuera never ends, né?

Pra finalizar: depois de ter feito cosplay do Luigi, há chances de você ser escolhido como acólito de Count Bleck e sofrer labragem cerebral, tornando-se o trovão verde conhecido como Mr. L?!
Hehe, não me tente assim... aguarde e descobrirão.
Go, Luigi! Fique por dentro dos projetos e novidades vindas da rica e imaginativa mente de Peique através de sua página no Facebook.


Choose your fighter!

Super Smash Bros. for Wii U, lançado em 2014, ainda está a todo o vapor e mais ativo do que nunca; prova disso é o esmagador campeonato de Super Smash Bros. for Wii U realizado na seção Press Start da convenção durante todos os dias. O torneio toma palco sob as seguintes regras:
  • Partidas de 2 stocks.
  • Tempo de 6 minutos.
  • Customs OFF.
  • Miis permitidos com o moveset default 1111.
  • Itens OFF e em None.
  • Batalhas com sets melhor-de-3 e, nas finais, melhor-de-5.
  • Caso o tempo acabe, o vencedor será decido pelo número de Stocks. Caso haja um empate, será decidido por porcentagem. Caso haja mais um empate, a decisão ocorrerá na Sudden Death!
  • Pause ligado, mas passível de punições caso usado em excesso.
  • Glitches banidos.
  • Double blind pick: na primeira partida, os jogadores podem optar por falar o personagem que irão usar em segredo a um juiz, e em seguida o juiz anuncia a luta (sem que ninguém escolha o personagem após já saber quem o oponente irá usar).
  • Stage Strike (1-2-1): o vencedor do jan ken po decide quem dá o strike de cenário primeiro.
  • Advanced Slob pick: após o término da primeira partida, o vencedor indica quais fases irá banir (se aplicável), e o perdedor indica qual cenário será jogado na segunda partida (counterpick). Definido o cenário, o vencedor escolhe o personagem primeiro, e o perdedor, depois. Caso haja uma terceira partida, repete-se a regra com os papéis invertidos.
  • 1 Stage Ban por set (Md5 sem ban).
  • DVS: o jogador não pode escolher um cenário que já tenha vencido no set como counterpick.
  • Coaching permitido apenas entre os games, com limite de 1 minuto.
  • Starters: Battlefield, Final Destination, Smashville, Town & City e Lylat Cruise.
  • Counterpick: Duck Hunt.
Se você curte a porradaria multicolorida e alucinada proporcionada pela Nintendo, Sora Ltd. e a Bandai Namco Games, fique de olho nos próximos eventos da Yamato e nas redes sociais Reino do Cogumelo para preparar suas luvas brancas e seu protetor bucal com antecedência. Outros torneios incluíam Fifa 16, Mortal Kombat X, Naruto Storm 4 e Street Fighter V.

Viagem no Tempo

Se você é um jogador das antigas, mais apegado a plataformas old-school, teria se surpreendido com a Arena Devir deste ano. Confiando no coração das cartas, a Devir, desenvolvedora de jogos de estratégia, role-play, cartas colecionáveis, miniaturas, livros e histórias em quadrinhos, fez bonito nas partidas de RPG, oficinas temáticas e nos campeonatos de Yu-Gi-Oh!, Magic e Carcassone. Neste ano, convidou todos os visitantes a uma viagem no tempo de dar inveja ao Professor E. Gadd de Mario & Luigi: Partners in Time com fliperamas e pinballs que consagraram a história dos video games. Um presente maravilhoso aos saudosistas e amantes das raízes do encanador bigodudo e de seus colegas dos anos '80.

Há tantas outras atrações que torna impossível a tarefa de prestar homenagens minuciosas a tudo o que foi oferecido, como shows de bandas nacionais e internacionais, cantores de temas de anime, estandes de HQ's e manga — sua oportunidade de adquirir suas edições perdidas ao longo do ano ou finalmente completar sua coleção —, palestras e encontros com atores e dubladores lendários, salas temáticas e áreas de estandes de tirar o chapéu. Definitivamente, não há motivos para não comparecer. Fique de olho na página oficial do Anime Friends no Facebook e não perca as próximas edições. Assegure-se de levar seu Nintendo 3DS para o caso de topar com a equipe Reino do Cogumelo. Aqueles quadros não vão se completar sozinhos!

E que venham os próximos! Let's-a go!
    • Comentários

  • Facebook ()
  • Google (0)

0 comentários:

Postar um comentário