• LUIGI, O FAZ-TUDO
    Profissões do Luigi que ninguém conhecia
  • CRIATIVIDADE
    Super Mario Maker ganha trailer e novidades
  • MAUS COSTUMES
    Erros comuns de quem é leigo em Super Mario

Referências ao robô de Mario Paint são encontradas em versão demo de Super Mario Maker; assista ao vídeo

Em entrevista recente, o produtor Takashi Tezuka, da Nintendo, revelou que Super Mario Maker (Wii U) começou na verdade como um projeto de sequência para Mario Paint (SNES). E, ao que parece, embora os desenvolvedores tenham desistido de "Mario Paint U" em prol deste ambicioso sandbox que oferece aos fãs um incrível e variado leque de ferramentas para criar estágios de plataforma Mario, eles pretendem inserir algumas referências ao artístico Mario Paint na versão final de Super Mario Maker.

Além do ícone de cachorro que serve para desfazer ações, e do ícone da borracha serem originados diretamente de Mario Paint, o simpático robô que grava o progresso dos jogadores no game do Super Nintendo também estava presente na generosa versão demo de Super Mario Maker que a Nintendo levou à E3 2015.

O site Nintendo World Report divulgou um vídeo provando que é possível descobrir a figura deste robô na tela de seleção de estágios de Super Mario Maker, assim como ouvir o tema musical techno que tocava na tela de Save/Load/Coloring Book de Mario Paint; confira estas inusitadas e interessantes referências retrô assistindo ao vídeo abaixo.

Link Direto

Ex-desenvolvedor da Rare revela que Donkey Kong quase usou capacete de minerador em Donkey Kong Country

Mark Stevenson, ex-desenvolvedor do estúdio britânico Rare, fez uma revelação bem interessante e curiosa sobre o game Donkey Kong Country, através de seu Twitter pessoal. Segundo Stevenson, a ideia inicial era que o gorilão Donkey Kong usasse um capacete de minerador com lâmpada nas fases mais escuras do game, no entanto, o capacete foi substituído pelo papagaio Squawks, que certamente cumpriu muito bem a função de iluminador. Para alegria dos(as) fãs deste amado clássico de plataforma do Super Nintendo, o desenvolvedor divulgou também uma arte conceitual do game que mostra Donkey Kong usando este capacete, que você já deve ter apreciado logo acima.

Aproveitando o assunto, o pessoal do site DK Vine resolveu tirar uma grande dúvida acerca do peito do vilão King K. Rool em Donkey Kong Country com Steve Mayles, outro ex-desenvolvedor da Rare que, assim como Stevenson, trabalha atualmente no estúdio indie Playtonic: afinal, o peito de K.Rool é mesmo dourado, ou aquilo é na verdade uma espécie de armadura?

Preparado para saber a resposta desta dúvida cruel que provavelmente tem perturbado fãs há mais de vinte anos? Pois então lá vai: aquela reluzente protuberância que cobre o peito e a barriga do corsário King K. Rool é mesmo uma armadura dourada. O motivo do vilão ter optado por usar um acessório tão incomum ainda é desconhecido (só pela ostentação, talvez?), mas deve ter algo a ver com o aguçado senso de humor dos britânicos. E você, leitor(a), o que achou da revelação destes inusitados "segredos" do game Donkey Kong Country? Comente!

Vídeo registrado na Japan Expo mostra a calorosa recepção do público a Shigeru Miyamoto e Takashi Tezuka

Aconteceu de 2 a 5 de julho na cidade de Paris a edição 2015 do evento Japan Expo, voltado à celebração da rica cultura japonesa. Este ano foi ainda mais especial para fãs da Nintendo que tiveram a oportunidade de comparecer ao parque de exposições Paris Nord Villepinte para prestigiar o evento, pois o "Convidado de Honra" dos organizadores para a área de Games era ninguém menos que o lendário designer Shigeru Miyamoto, acompanhado pelo igualmente ilustre desenvolvedor Takashi Tezuka.

O criador de Mario falou sobre o mais novo projeto em que está envolvido, o promissor Star Fox Zero (Wii U), e fez demonstrações de dois estágios criado por ele e Tezuka em Super Mario Maker (Wii U); um deles é baseado no famigerado templo de Kyoto que apareceu no Nintendo Digital Event deste ano, enquanto o outro é baseado na cidade de Paris. O desenvolvedor francês Michel Ancel, criador de Rayman, também fez um estágio para Miyamoto experimentar chamado de "Pac-Mario" (nem é preciso dizer qual foi a inspiração deste estágio, não é mesmo?).

No vídeo abaixo, registrado pelo fã Clément Sibille no final da apresentação de Miyamoto e Tezuka (já que não era permitido tirar fotos ou gravar vídeos antes do encerramento da apresentação), dá para ter uma boa ideia de toda a calorosa e animada recepção que os célebres desenvolvedores tiveram por parte do público, que foi correspondida por eles também com muito entusiasmo.

Link Direto

Reggie diz que games da Nintendo para mobile são "petiscos"; a "refeição completa" continua nos consoles

A Nintendo tem feito um bom mistério em relação a qual é o primeiro game que vai lançar, em parceria com a DeNA, para dispositivos móveis smart, mas certamente fãs que possuem um aparelho destes estão na expectativa por mais informações. O jornal The Washington Post teve a oportunidade de falar recentemente com Reggie Fils-Aime, o presidente da Nintendo of America, e questionou o executivo a respeito dessa surpreendente entrada da Nintendo no mercado de games mobile.

Recorrendo a comparações simples, que costumam ser um bom método de explicação, Reggie ressaltou que games para smartphone são como um petisco, enquanto a refeição completa continuará a ser lançada para os sistemas de games portáteis da Nintendo; ele ressaltou ainda que a iniciativa deve funcionar como uma forma de aumentar a visibilidade das IPs da Nintendo junto ao público. Confira a declaração completa do chefão da Nintendo americana sobre este instigante (e apetitoso) assunto logo abaixo, leitor(a).

O modo como nós pensamos sobre o alcance dos games portáteis é, gamers amam jogar. Eles jogam no console doméstico, eles jogam em um dispositivo portátil dedicado, eles jogam em mobile, eles jogam nos tablets. Eles amam jogar. Então não é uma dúvida ou um problema, tudo tem a ver com como faremos o gamer gastar mais tempo jogando o nosso conteúdo.

Segundo, há uma variedade de diferentes tipos de experiências de gameplay que você pode ter. Você pode ter a analogia de um petisco, você pode ter a analogia de uma refeição completa. E o que nós descobrimos é que quando se trata de ter uma refeição completa, ela realmente é entregue da melhor forma através de um sistema portátil dedicado. Você tem o poder de processamento, a linha completa de entradas e botões. Em nosso caso você tem recursos únicos como os visuais 3D, as experiências de conectividade envolvendo o street passing [a função StreetPass do 3DS]. Então para estas grandes robustas experiências, um sistema dedicado faz sentido. Para coisas que são mais como um petisco, um pouco mais leves, um pouco menos consumidoras de tempo, é aí que se encaixam muitos dos games para dispositivos smart. Seja em fone ou tablet.

E há um terceiro ponto. Nós dissemos publicamente que, se for feito de forma inteligente, acreditamos que podemos apresentar nossa IP a novos consumidores através de um game para dispositivos smart. Ao descobrir como podem se divertir com Mario [em um dispositivo smart], então eles vão para a refeição completa e terão uma verdadeira experiência Mario em nosso portátil dedicado ou em nosso console dedicado.

Esta é a nossa lógica. Tudo tem a ver com satisfazer uma ampla variedade de gamers, provendo a eles uma vasta gama de experiências de games, e no final conseguirmos monetizar todas essas experiências, seja nos dispositivos smart ou em nossos negócios de games dedicados.

Veja imagens dos slides feitos por Sakurai com ideias para os novos Super Smash Bros. (3DS/Wii U)

Antes de realmente iniciar o desenvolvimento de Super Smash Bros. for Nintendo 3DS & Wii U, o diretor Masahiro Sakurai apresentou à Nintendo, em abril de 2012, slides com suas propostas de visual e jogabilidade para ambos os games. Muitas dessas ideias foram aprovadas e incluídas, enquanto outras não garantiram seu lugar na versão final destes games. Recentemente, Sakurai lançou duas antologias reunindo as matérias publicadas por ele na revista japonesa Famitsu, e resolveu incluir nelas imagens e informações bem interessantes sobre este período de pré-desenvolvimento de Super Smash Bros. for Nintendo 3DS & Wii U.

O site Source Gaming tem gentilmente traduzido para o inglês este material, para que mais pessoas possam ter acesso a estas fascinantes informações. Já soubemos, por exemplo, que Sakurai considerou a inclusão de Rock Pikmin como lutador, de quatro variações de especiais customizáveis para cada personagem, e também de um modo Smash Run cooperativo para Super Smash Bros. for Nintendo 3DS.

Agora, este mesmo site publicou uma parte dos slides revelados por Sakurai, devidamente traduzidos para o inglês, que mostram as propostas iniciais do desenvolvedor para a criação dos novos Super Smash Bros. Confira estes slides logo abaixo; para ver as imagens em maior resolução, acesse a página da matéria original clicando aqui.

• Sakurai demonstrou preocupação com as limitações técnicas do 3DS, como poder de processamento e memória restritiva, e tamanho pequeno da tela.
• Foi considerado um design menos realista para os personagens, para se aproximar mais de seu estilo artístico oficial.
Smash Attacks poderiam ser executados pressionando os botões A e B ao mesmo tempo; o recurso foi inserido posteriormente através de patch.

• Sakurai ressalta que propôs incluir batalhas entre oito jogadores ao mesmo tempo já em Super Smash Bros. Melee, de 2001.

• Sakurai usa os exemplos de Rosalina, Robin e Duck Hunt para mostrar que todos os personagens que integram o elenco de lutadores da versão final dos novos Super Smash Bros. foram decididos no início do desenvolvimento; nenhuma mudança a respeito foi feita depois que o projeto começou a ser executado.

Pela segunda semana seguida, Yoshi''s Woolly World é um dos dez games mais vendidos do Reino Unido; saiba mais

A nova aventura dos Yoshis traz aquela inconfundível mistura de gráficos coloridos e vibrantes com desafios inteligentes de plataforma a qual fãs do dinossaurinho já estão acostumados(as). Yoshi's Woolly World (Wii U), porém, consegue ser ainda mais "fofo" que os games anteriores da série por um motivo bem lógico: seus mundos e personagens são feitos de lã, e passam realmente uma sensação de se estar atravessando terrenos de firmeza nada estável. Todo o encanto e a notável qualidade do título obviamente tem rendido ótimos resultados: depois de uma excelente estreia no Reino Unido, o novo game dos Yoshis continua se saindo muito bem nas prateleiras das lojas de games da região, e conquistou a oitava colocação do ranking geral desta semana, segundo dados do instituto GFK.

Nos rankings de vendas específicos de cada console, vale destacar o bom desempenho de Splatoon, e dos títulos Mario Kart 8, Super Smash Bros. for Wii U e Mario Party 10 no Wii U, assim como a presença de New Super Mario Bros. 2, Mario Kart 7 e Super Smash Bros. for Nintendo 3DS no top 10 semanal do 3DS. Confira as listas dos games mais vendidos da semana no mercado de games britânico logo abaixo.

Jogos Mais Vendidos no Reino Unido (4/7/2015)

1. Batman: Arkham Knight - Warner Bros. Interactive
2. LEGO Jurassic World - Warner Bros. Interactive
3. The Elder Scrolls Online - Bethesda Softworks
4. The Witcher III: Wild Hunt - Bandai Namco Entertainment
5. Grand Theft Auto V - Rockstar
6. Yoshi's Woolly World - Nintendo
7. Minecraft: Xbox Edition - Microsoft
8. FIFA 15 - EA Sports
9. Call of Duty: Advanced Warfare - Activision
10. Minecraft: PlayStation Edition - Sony Computer Ent.

Jogos Mais Vendidos para Wii U no Reino Unido (4/7/2015)
  • Lego Jurassic World – Warner Bros. Interactive
  • Yoshi’s Woolly World – Nintendo
  • Splatoon – Nintendo
  • Mario Kart 8 – Nintendo
  • Super Smash Bros for Wii U – Nintendo
  • Mario Party 10 – Nintendo
  • FIFA 13 – Electronic Arts
  • The Legend of Zelda: The Wind Waker HD – Nintendo
  • Super Mario 3D World – Nintendo
  • New Super Mario Bros. U – Nintendo

Jogos Mais Vendidos para Wii U no Reino Unido (4/7/2015)
  • Lego Jurassic World – Warner Bros. Interactive
  • Tomodachi Life – Nintendo
  • Monster Hunter 4 Ultimate – Capcom
  • Pokemon Omega Ruby – Nintendo
  • Pokemon Alpha Sapphire- Nintendo
  • New Super Mario Bros. 2 – Nintendo
  • The Legend of Zelda: Majora’s Mask 3D – Nintendo
  • Mario Kart 7 – Nintendo
  • Animal Crossing: New Leaf – Nintendo
  • Super Smash Bros. for Nintendo 3DS – Nintendo

Nintendo do Japão e Kirin Bebidas realizam promoção dos 30 anos de Super Mario; assista ao vídeo

A Nintendo do Japão e a Kirin, famosa fabricante de bebidas, anunciaram uma parceria para a realização de uma interessante e sem dúvida muito atrativa promoção em comemoração aos 30 anos de Super Mario. Todos os consumidores que adquirirem produtos específicos da Kirin - garrafas de água mineral ou de refrigerante, por exemplo - concorrem a chances de ganhar diversos produtos Nintendo, incluindo um console Wii U com Super Mario Maker, almofada, bolsa e toalha de rosto Super Mario 30th, ou mesmo podem escolher um game de uma seleção de ótimos títulos como Mario Kart 8, Super Smash Bros. for Wii U, Mario Party 10, e Mario vs. Donkey Kong: Tipping Stars do Wii U, ou Super Smash Bros. for Nintendo 3DS, Yoshi's New Island, e Mario Party: Island Tour do Nintendo 3DS, entre muitos outros. A promoção vai até o dia 31 de agosto de 2015, e você pode conferir o comercial divulgado pela Kirin logo abaixo; caso queira conhecer o site oficial (em japonês) da promoção Kirin Beverage Super Mario 30th, clique aqui.

Link Direto

Via Kirin

Conheça a fascinante história de Donkey Kong assistindo a um caprichado (e acelerado) vídeo feito por fãs

Antes de Mario dominar o mundo dos games, Donkey Kong foi a principal franquia da Nintendo, e também a que marcou o início da ascensão meteórica da companhia neste setor. A história desta importante franquia é recheada de curiosidades fascinantes, a começar pelo primeiro game, chamado apenas de Donkey Kong, e lançado para arcades em 1981. A participação de Donkey Kong, Mario (conhecido na época como Jumpman), e Pauline (conhecida como Lady na época) neste game só aconteceu porque seu criador, Shigeru Miyamoto, não conseguiu autorização para usar o famoso marinheiro Popeye, sua namorada Olívia, e seu nêmesis Brutus. O sucesso imenso deste título (que foi o primeiro game a utilizar cutscenes para contar uma história) gerou as sequências Donkey Kong Jr., Donkey Kong Jr. Math, e Donkey Kong 3, além de uma série de adaptações para outros sistemas Nintendo (como o NES e os portáteis Game & Watch) e não-Nintendo (como o Atari 2600).


Depois disso, Donkey Kong passou mais de dez anos em "descanso", até retornar de forma triunfal em Donkey Kong Country, criado pela desenvolvedora britânica Rareware para o Super Nintendo, que fez um sucesso avassalador graças ao uso de gráficos pré-renderizados, e incríveis escolhas de design. Tanto este game como suas sequências para o Super Nintendo, Donkey Kong Country 2: Diddy's Kong Quest e Donkey Kong Country 3: Dixie's Kong Double Trouble, foram portados para portáteis como Game Boy Color e Game Boy Advance; o Game Boy, por sua vez, recebeu a trilogia Donkey Kong Land, que também é baseada em Donkey Kong Country, mas traz muitos elementos diferentes.


Donkey Kong 64, da Rareware, marcou a estreia da franquia na geração 3D, oferecendo aos jogadores uma das mais grandiosas e aclamadas aventuras de plataforma já feitas, com uma enorme quantidade de colecionáveis; de fato, este é o game com maior número de colecionáveis da história, segundo o Guinness World Records. Depois disso, a Nintendo fez algumas experiências curiosas usando controles em forma de bongôs nos games musicais Donkey Konga e Donkey Konga 2, e no inovador game de plataforma Donkey Kong: Jungle Beat, todos lançados para GameCube.


No Game Boy Advance e no Nintendo DS, tivemos também alguns títulos de ação curiosos do gorilão, DK: King of Swing e DK: Jungle Climber, respectivamente, que focavam principalmente no uso dos botões de ombro destes sistemas para fases de escalada. Vale destacar ainda os diversos títulos Mario vs. Donkey Kong, uma série de games de estratégia 2D vagamente inspirada pelo Donkey Kong original de 1981, que começou no Game Boy em 1994, e se estende até os dias de hoje - sua mais recente edição, Mario Vs. Donkey Kong: Tipping Stars, foi lançada para Nintendo 3DS e Wii U em março de 2015.


Mas foi somente com Donkey Kong Country Returns, fenomenal game de plataforma 2D produzido pela texana Retro Studios e lançado para Wii em 2010, que o gorila de gravata vermelha voltou realmente a ser o centro das atenções no mundo dos games. Sua sequência, Donkey Kong Country: Tropical Freeze, lançada para Wii U em fevereiro de 2014, também foi amplamente elogiada pela crítica especializada. Presente ainda em títulos de séries como Mario Kart, Mario Golf, Mario Tennis, Mario Strikers, Mario Superstar Baseball, e Super Smash Bros., e em desenhos animados e filmes, Donkey Kong pode sem dúvida ser considerado um dos maiores e mais importantes ícones do mundo dos games.

No vídeo abaixo, produzido pelo competente pessoal do canal The Game Theorists, você pode acompanhar toda a fantástica história de Donkey Kong (incluindo o lançamento de títulos obscuros como Donkey Kong Circus para Game & Watch) de uma forma divertida e um tanto quanto acelerada, afinal tudo é contado em menos de treze minutos! Depois aproveite para nos contar qual é seu game Donkey Kong favorito, e suas expectativas pelos inevitáveis próximos games estrelados pelo carismático gorilão de gravata, leitor(a)!

Link Direto

Confira uma divertida apresentação de Charles Martinet em concurso de Super Mario Maker na E3 2015

Há mais de vinte anos dublando a voz do mascote bigodudo da Nintendo, e de uma série de outros personagens da série Mario (como Luigi, Wario, Waluigi, Toadsworth, e Baby Mario, por exemplo), o californiano Charles Martinet consegue deixar em todos que o conhecem, seja ouvindo-o nos games do Mario ou encontrando-o pessoalmente, a impressão de que realmente foi a escolha perfeita para dar voz ao maior herói do mundo dos games. Demonstrando muita gentileza e simpatia quando é abordado por fãs, Martinet parece encarar a vida sempre com um belo sorriso no rosto e muita disposição, exatamente como os irmãos Mario em suas aventuras.

No vídeo abaixo, você pode conferir uma divertida apresentação do dublador na área dedicada ao game Super Mario Maker na E3 2015, onde ele relembra o início de sua carreira junto à Nintendo, e conduz um concurso entre alguns fãs para ver quem consegue fazer melhor a voz do Mario. Vestindo literalmente a camisa do personagem, Martinet mostra muita desenvoltura em sua função de apresentador, tornando o ambiente ainda mais animado com suas performances de dublagem. Curioso(a) para conferir a apresentação, e descobrir também qual dos cinco participantes melhor imitou a voz do Mario? Então assista agora mesmo ao imperdível vídeo logo abaixo, leitor(a). Wahoo!

Link Direto

Hyperkin anuncia ProCube, controle sem fio para Wii U que é baseado no controle de GameCube

A fabricante de consoles retrô e acessórios para videogame Hyperkin anunciou recentemente um produto bem interessante para Wii U, dedicado a jogadores que não conseguem abandonar seu controle de GameCube por nada. O ProCube atua na verdade como um Wii U Pro Controller, mas traz um design totalmente baseado no famigerado controle de GameCube, ou seja, tem aquele excepcional direcional analógico, aquele enorme botão A verde, aqueles botões X e Y em formato de "feijão", os botões de ombro clicáveis (ao menos parecem ser pela imagem), e aquele D-Pad minúsculo.

Um detalhe bem bacana é que, por funcionar como um Wii U Pro Controller, o ProCube vem com dois botões de ombro adicionais em relação ao controle de GameCube original, e obviamente pode ser utilizado em todos os games lançados para Wii U até o momento, e não apenas em Super Smash Bros. for Wii U. No entanto, a Hyperkin ainda não está certa sobre o lançamento do ProCube. Para ter a certeza de estar lançando um produto que realmente vai agradar a fãs, eles pretendem inicialmente apresentar seu controle no EVO 2015, maior campeonato de games de luta do mundo (que este ano tem a participação de Super Smash Bros. for Wii U e Super Smash Bros. Melee), para saber a opinião dos competidores sobre o seu projeto.

"Estamos indo ao EVO para ter o feedback. Caso o retorno geral for muito bom e aceitável, nós começaremos a produzir", disse o gerente de produtos da Hyperkin, Cris Gallizzi. Este feedback será importante para que a Hyperkin possa realizar ajustes como posicionamento dos botões e sensibilidade dos analógicos, por exemplo. E você, leitor(a), estaria interessado em um Wii U Pro Controller com design baseado no controle de GameCube como o mostrado na imagem acima? Comente!

Reggie fala sobre uso de IPs e personagens da Nintendo em games de outras desenvolvedoras

A notícia de que Skylanders SuperChargers, da Activision, será oficialmente compatível com brinquedos dos personagens Bowser e Donkey Kong, feita durante apresentação Nintendo Digital Event recente, pegou fãs das duas companhias de surpresa, e muitos(as) encararam a parceria como um mero acordo de negócios. Alguns dias mais tarde, Reggie Fils-Aime revelou ao Wall Street Journal que a ideia não era recente, visto que as duas companhias já conversavam sobre o assunto há pelo menos quatro anos, e explicou que a inclusão de Bowser e Donkey Kong no novo Skylanders só se tornou possível pela proposta do game, e pela entrada da Nintendo no ramo dos brinquedos inteligentes com os amiibo.

Em uma nova entrevista concedida ao jornal The Washington Post, o presidente da Nintendo of America voltou a falar sobre esta questão, e ressaltou a preocupação da companhia em formar parcerias que realmente entendam o valor de suas IPs, e que tragam ideias que ajudem a impulsionar estas IPs no mercado. Leia a declaração completa feita por Reggie sobre este assunto logo abaixo.

Eu acho que a Nintendo talvez tenha uma reputação injusta. Nós estamos no negócio de entretenimento - temos estado nele por 125 anos, começando com jogos de cartas. Por sermos criadores nesta área de entretenimento, levamos nossa propriedade intelectual muito a sério. E quando trabalhamos com parceiros de negócios ou com colaborações queremos ter a certeza que estamos nos unindo a pessoas que entendam o valor da propriedade intelectual, e possam nos ajudar a projetar nossa IP adiante.

Quando Skylanders foi apresentado pela primeira vez, Activision e Nintendo já haviam tido uma série de conversas. Porque a Activision reconheceu a força da Nintendo junto a famílias e crianças, ter conversas e criar negócios conosco seria eficiente, mas era preciso se encaixar nas filosofias da Nintendo e como enxergamos o mercado.

Então foi uma combinação da Nintendo entrando no negócio de toys-to-life [com as figuras amiibo] e conseguir ter figuras que funcionam em múltiplos games - Skylanders incluso - somado a uma execução por parte da Activision que se encaixa com nossos personagens em potencial. É isso que permitiu a esta ideia acontecer.

É por isso que você vê Donkey Kong e Bowser em Skylanders - em um game da Activision. O time de desenvolvimento lá, Vicarious Visions, fez um maravilhoso trabalho criando um ótimo game. Mas o que realmente impressionou foi a colaboração criativa em propriedade intelectual específica - em Bowser, em Donkey Kong, na forma como eles se movem, e no tipo de veículos que eles usam. Eu acho que a colaboração funciona de maneira tão eficiente porque nós temos na Activision uma companhia que entende de IP.

Eu não acho que a abordagem em relação a nossa IP mudou tanto. Eu acredito que talvez estejamos encontrando mais parceiros e mais pessoas que realmente compartilham da nossa visão de como impulsionar propriedade intelectual.

Fire Emblem: Fates tem excepcional estreia no Japão, e ajuda a manter o 3DS firme na liderança do mercado de consoles

O lançamento de Fire Emblem Fates: Black Kingdom & White Kingdom aconteceu no dia 25 de junho no Japão, e foi um estrondoso sucesso, segundo dados divulgados pelo instituto Media-Create. Em apenas quatro dias, as vendas combinadas destes dois games garantiram a eles a liderança absoluta do ranking de games mais vendidos na região, e a versão Special Edition, contendo os dois games na mesma embalagem, também conseguiu ótimas vendas, ocupando a terceira colocação do ranking. Outros títulos Nintendo que continuam apresentando um bom desempenho no mercado de games japonês são Rhythm Heaven: The Best +, Splatoon, e Mario Kart 8, que asseguraram novamente seu lugar no top 20 da semana.

Com a ajuda de Fire Emblem: Fates, o 3DS deu uma boa acelerada nas vendas na última semana, liderando o ranking de consoles no Japão com uma boa vantagem sobre o segundo colocado, o PlayStation Vita. Uma notícia não muito agradável para fãs do Wii U é que o "efeito Splatoon" parece estar perdendo um pouco a sua força, e as vendas do console de nova geração da Nintendo consequentemente diminuíram um pouco, mas vale notar que a diferença de números em relação ao PlayStation 4 é bem pequena. Confira logo abaixo quais foram os games e consoles mais vendidos no Japão na última semana de junho.

Top 20 Jogos Mais Vendidos no Japão (22/06 a 28/06 de 2015)

01.[3DS] Fire Emblem Fates: Black Kingdom/White Kingdom - 260.675 / NOVO
02.[PSV] Persona 4: Dancing All Night - 94.036 / NOVO
03.[3DS] Fire Emblem Fates: Special Edition - 42.991 / NOVO
04.[3DS] Rhythm Heaven: The Best+ - 42.718 / 266.726
05.[PS4] Final Fantasy XIV: Heavensward - 38.758 / NOVO
06.[WIU] Splatoon - 37.458 / 348.040
07.[PS3] TV Anime Idolm@ster: Cinderella Girls Vol.2 - 16.392 / NOVO
08.[PSV] Minecraft: PlayStation Vita Edition - 10.896 / 220.589
09.[PSV] Chaos;Child - 10.325 / NOVO
10.[3DS] Return to PoPoLoCrois - 9.284 / 55.776
11.[PS3] Final Fantasy XIV: Heavensward - 8.729 / NOVO
12.[WIU] Mario Kart 8 - 7.978 / 1.045.901
13.[3DS] Dragon Ball Z: Extreme Butoden - 7.687 / 98.789
14.[PSV] Shinobi, Koi Utsutsu - 6.762 / NOVO
15.[PS4] Devil May Cry 4: Special Edition - 6.454 / 42.326
16.[3DS] Kaitou Joker - 5.189 / NOVO
17.[3DS] Pokemon Omega Ruby/Alpha Sapphire - 4.899 / 2.648.334
18.[PS4] Chaos;Child - 4.860 / NOVO
19.[PS4] Ride - 4.056 / NOVO
20.[PS4] The Witcher 3: Wild Hunt - 4.054 / 122.038


Consoles Mais Vendidos no Japão (22/06 a 28/06 de 2015)

1. Nintendo 3DS - 32.355 / 18.766.228
2. PlayStation Vita - 23.954 / 4.024.682
3. PlayStation 4 - 14.482 / 1.551.803
4. Wii U - 13.166 / 2.420.954
5. PlayStation 3 - 2.761 / 10.319.919
6. Xbox One - 243 / 52.887

Esta semana temos ainda mais cinco títulos estrelados pelo bigodudo Mario no top 50 de vendas nipônico, e são eles: Super Smash Bros. for Nintendo 3DS (23º), Puzzle & Dragons: Super Mario Bros. Edition (26º), Super Smash Bros. for Wii U (33º), Mario Kart 7 (41º), e Mario Party 10 (42º). Way to go! See you next time!

Via NeoGAF