Sora é o último personagem de Super Smash Bros. Ultimate (Switch)

A mais recente e última apresentação "Mr. Sakurai Presents", exibida nesta terça-feira, revelou o último personagem DLC de Super Smash Bros. Ultimate: Sora, de Kingdom Hearts. Com lançamento datado para o dia 18 de outubro, o portador da Keyblade é o último personagem do pacote Fighters Pass Vol. 2 e o 82º combatente do jogo.

O protagonista da popular franquia da Square Enix utiliza uma arma corpo-a-corpo em formato de chave para restaurar seu mundo destruído por criaturas sinistras: os Heartless. Para tanto, ele faz alianças com personagens muito conhecidos da Disney, como Pato Donald e Pateta. Sora chegará em Super Smash Bros. Ultimate com quatro visuais diferentes, que vão desde o original Kingdom Hearts (PlayStation 2, 2002) até Kingdom Hearts 3 (multiplataforma, 2019), passando por Kingdom Hearts 2 (PlayStation 2, 2005) e Kingdom Hearts 3D: Dream Drop Distance (3DS, 2012). Outras variantes estéticas serão das formas Valor e Wisdom de Kingdom Hearts 2 e a versão em preto, branco e tons de cinza de Timeless River.

Descrito por Sakurai como "relativamente simples de controlar", Sora deverá ser um personagem com domínio em combate aéreo — mas o fato de ser muito leve e com características "flutuantes" pode torná-lo alvo fácil de nocautes. Quanto aos ataques, Sora virá armado com três feitiços mágicos muito conhecidos pelos fãs da franquia: Firaga, Thundaga e Blizzaga. Com relação ao seu Final Smash, Sealing the Keyhole, a Nintendo prefere manter segredo, e Sakurai declara que os jogadores deveriam experimentá-lo por si próprios.

Antes desta nova adição, o segundo pacote Fighters Pass de Super Smash Bros. Ultimate também trouxe Kazuya Mishima de Tekken, Min Min de Arms (Switch), Steve e Alex de Minecraft, Sephiroth de Final Fantasy 7 e Pyra e Mythra de Xenoblade Chronicles 2.

Será que agora o Sakurai pode finalmente descansar? Fique ligado no Reino do Cogumelo para mais novidades!

Quem é a mãe de Bowser Jr.?


Em 2002, surgia em Super Mario Sunshine (GameCube), uma das mais peculiares aventuras do encanador bigodudo, o pequeno mas problemático antagonista Bowser Jr. — nada menos que o filho do Bowser original, que aparentemente herdou toda a garra de seu pai.

Em entrevista à edição 234 da revista Game Informer, Shigeru Miyamoto, o criador do Mario, confirmou que os Koopalings, os sete filhos do Bowser muito conhecidos como os chefões de Super Mario Bros. 3 (NES) e Super Mario World (SNES), já não eram mais considerados como descendentes do rei dos Koopas, e que Bowser Jr. passou a ser o seu único herdeiro. Isso significa que a série passou por uma continuidade retroativa, o famoso retcon — ou seja, uma alteração de fatos que eram previamente estabelecidos na continuidade original da história do Mario.

Isso dá cabo de uma questão que há muito assombrava os fãs: "quem é a mãe dos Koopalings?". Afinal, sendo narrativamente rebaixados ao posto de simples capangas, agora sem laços sanguíneos, não há muito que se falar sobre suas origens. É uma pena, pois essa conexão de pai e filhos era uma ferramenta de roteiro muito divertida nos desenhos animados produzidos pela DiC Entertainment nos anos 90.

Apesar disso, atualmente os Koopalings passaram ao queridinho Bowser Jr. o bastão da pergunta que não quer calar: "quem é a mãe do Bowser Jr.?".

Em Super Mario Sunshine, Bowser Jr. confunde a princesa Peach com sua mãe, um pensamento que engatilha motivação para muitas de suas ações ao longo do arco da ilha Delfino. No final da aventura, porém, Bowser acaba contando a verdade para o Júnior — que até já desconfiava que algo assim seria um absurdo. Bowser Jr. segue se referindo à princesa dos cogumelos como "mama" em Mario Superstar Baseball (GameCube, 2005), mas sua intenção não ficou explícita: poderia denotar ironia, ou ocultar um desejo verdadeiro de tê-la como mãe.

E embora na internet não faltem teorias para tentar elucidar este caso, infelizmente, nós ainda não temos uma resposta oficial além da seguinte, dita por Shigeru Miyamoto em novembro de 2016:
"Nós não sabemos quem é a mãe de Bowser Jr."
Sabe-se, no entanto, que existem outros membros da misteriosa subespécie de Koopas à qual Bowser e seu filho pertencem. Um livro intitulado The Perfect Edition of the Great Mario Character Encyclopedia, lançado em 1994 pela editora nipônica Shogakukan em parceria com a Nintendo, ainda se refere aos membros da espécie de Bowser como "Koopas", e simplifica os membros da família real como "Bowser's Group" ("grupo do Bowser"). Dentro desta categoria encontram-se os Koopalings, Bowser Jr. e até os Koopa Kids da série Mario Party.

Também é interessante notar que "cascos do Bowser" são usados em pistas de corrida do mundo dos cogumelos desde Mario Kart: Double Dash!! (GameCube, 2003), o que implica que ainda há muitos membros da espécie de Bowser por aí. Quem sabe a mãe de Bowser Jr. possa estar por aí, só esperando para ser revelada?
O Reino do Cogumelo deseja a todos um feliz dia das mães!

Qual é a idade do Mario?

Pergunta enviada pelo nosso leitor Carlos André!
Nós sabemos que Super Mario Bros., o primeiro game a consolidar oficialmente a franquia principal do encanador bigodudo mais ilustre da cultura pop, já tem mais de 30 anos; mas isso não significa que o personagem que dá nome aos jogos tenha a mesma idade. Na verdade, ele é muito mais novo do que a concepção live-action que a história nos deu nos anos 90.

Em 1993, na adaptação em longa-metragem Super Mario Bros., dirigida por Annabel Jankel e Rocky Morton, Mario foi interpretado pelo britânico Bob Hoskins — uma mancha em sua carreira, de acordo com o próprio ator. Na época, ele estava com 50 anosJohn Leguizamo, que interpretava seu irmão Luigi, tinha 29 anos durante a produção do filme, mas a diferença etária entre os dois irmãos era bem discrepante em relação aos jogos — em que Mario e Luigi são irmãos gêmeos, tendo sido entregues ao mesmo tempo pela cegonha em Super Mario World 2: Yoshi's Island (SNES, 1995).

Anos antes, em 1989, o lendário lutador italiano Captain Lou Albano deu vida ao mascote da Nintendo numa das mais divertidas e memoráveis fases de seu universo expandido em The Super Mario Bros. Super Show!, tanto como seu intérprete live-action como também ator de voz dos desenhos animados que dividiam o conteúdo do programa. Albano tinha 56 anos durante a exibição do primeiro episódio, e Danny Wells, o Luigi, tinha 48 anos.

Já na Terra do Sol Nascente, Mario sempre foi considerado como um personagem muito mais jovem do que as propostas americanas. Durante o reinado do saudoso GameCube, o cantor, ator e ex-integrante do grupo idol SMAP Gorō Inagaki foi escalado para promover Mario Kart: Double Dash!! numa série de carismáticos comerciais em live-action intitulados "Hot Mario". Ele tinha apenas 30 anos na época, mas o icônico bigode não lhe desfavorecia nem um pouco: aparentava ainda menos nas propagandas.

Em 2005, os integrantes do humorístico Ninety-Nine, Takashi Okamura e Hiroyuki Yabe, interpretavam brilhantemente os irmãos Mario no renascimento do formato de anúncio televisivo para promover Mario Kart DS, grande novidade na época. Takashi tinha 35 anos e Hiroyuki, 34.

Pode-se notar que a noção de idade de Mario e Luigi é bem diferente nos lados opostos do mundo. Enquanto no mundo ocidental os encanadores extraordinários eram tidos como senhores de meia-idade, no Japão o conceito do bigode não era sinônimo de uma idade avançada, justificando o vigor e a destreza contidos em suas distintivas acrobacias.

Com o passar das décadas, a Nintendo se tornou muito mais restrita sobre as licenças concedidas para produções expandidas; em Detona Ralph (2013), por exemplo, as exigências da Nintendo foram precisas com relação às proporções do Bowser, que faz uma aparição especial durante a reunião dos vilões. Isso fez com que os artistas da Disney tivessem de refazer o modelo original para se adequar ao novo padrão de personagens Nintendo, e a liberdade criativa de empresas terceirizadas ficou muito mais escassa. Isto significa que, hoje em dia, o conteúdo ocidental de tudo o que é Super Mario segue à risca o modelo original japonês, o que evita inconsonância de informações, como a idade de Mario e Luigi, no estabelecimento de um padrão universal.


Em uma entrevista postada em 2005 pela Nintendo do Japão, Shigeru Miyamoto, ninguém menos que o próprio criador do Mario, esclareceu que muitas características pessoais que dizem respeito ao personagem permanecem recônditas para evitar restrições de uso. Para uma série com mais de 250 jogos distribuídos entre as categorias de aventura, esportes, puzzle, entre vários outros gêneros distintos, é compreensível que ele precise de adaptabilidade a todos os tipos de ambientes, sem restrições — o que o difere, por exemplo, de um personagem de Hollywood, cujo plano de fundo tem de ser totalmente dissecado em prol da profundidade da trama.

No entanto, Miyamoto revelou em tal entrevista que a idade do Mario foi uma das únicas coisas que foram definidas com certeza:
"Acho que foi por acaso não termos colocado qualquer restrição sobre o Mario como personagem. Normalmente, quando você cria um personagem e o apresenta ao mundo, todos os detalhes são catalogados: qual é a cor favorita dele? Que tipo de comida ele gosta? Mas, além do fato de ele ter cerca de 24 ou 25 anos, não definimos mais nada. Quando fazemos um jogo, tomamos cuidado para não adicionar incongruência ao mundo desse jogo. Com isso em mente, eu gostaria de continuar usando o Mario em jogos futuros."
Também é importante notar que, na versão japonesa de Super Smash Bros. Melee (GameCube, 2001), a descrição do trophy do Mario oficializa sua idade como "em torno dos 26 anos".

A informação também bate com a história em quadrinhos Mario Vs. Wario, publicada na edição #44 da revista Nintendo Power em janeiro de 1993. Logo na primeira página, Mario recebe uma carta saudosa de Wario, representado aqui como seu velho, infortunado e vingativo colega de infância, o que faz com que o encanador tenha flashbacks de quando ambos pareciam ter entre 2 e 6 anos de idade — ao que comenta, "Já faz quase 20 anos!".

Com todo este compilado de informações, é seguro dizer que Mario, como personagem, tem aproximadamente 25 anos de idade, assim como seu irmão gêmeo, Luigi.

Ex-artista da Nintendo diz que é difícil, mas não impossível, trazer F-Zero de volta


Em entrevista, o artista Takaya Imamura, notório diretor de arte, designer de personagens e roteirista das franquias Star Fox e F-Zero, dá uma nova luz à outrora icônica série de corrida futurística da Nintendo que infelizmente veio a cair no esquecimento há vários anos.

De acordo com Imamura, agora aposentado após uma carreira de 32 anos na empresa, a série F-Zero não está morta, mas "é difícil trazê-la de volta se não houver uma grande ideia".

O último título a carregar o nome da série foi F-Zero Climax para o Game Boy Advance, lançado apenas no Japão em 2004. Imamura, no entanto, considera F-Zero GX para GameCube, de 2003, como "o F-Zero definitivo". Este, no entanto, já está caminhando para seus 18 anos de idade — ou seja, já estamos há quase 20 anos sem um título novo da franquia.

Contratado como artista gráfico pela Nintendo em 1989, Takaya Imamura também foi responsável por desenhar a maioria dos chefões de The Legend of Zelda: A Link do the Past (SNES, 1991) e por dirigir a arte de The Legend of Zelda: Majora's Mask (Nintendo 64, 2000); neste último, foi responsável por definir a atmosfera sombria do game — e claro, pela criação do Tingle, da lua e da própria Majora's Mask.

E você, querido leitor? Gostaria de ver o retorno da série F-Zero? Deixe suas opiniões nos comentários abaixo ou em nossas redes sociais!

Rumor: Nintendo e Microsoft estão planejando alguma coisa juntos?


A publicação de uma fan art crossover entre Mario e Halo pela conta oficial da franquia do Xbox está levantando muitas suspeitas e teorias com relação a um possível projeto de colaboração entre a Nintendo e a Microsoft. A arte foi produzida originalmente pelo talentoso Jake B (pikathorchu).


Acontece que o "timing" dos eventos é interessante: os pontinhos começaram a ser conectados ao longo da última semana, quando Phil Spencer, chefe da divisão Xbox, apareceu em uma live exibindo um Nintendo Switch em uma das prateleiras do cenário do streaming. A princípio, pode não parecer grande coisa — mas fato é que Phil já tem um histórico de usar suas estantes e prateleiras como forma de anunciar ou aludir a futuros lançamentos do Xbox, como o Xbox Series S, que já constava em sua estante antes mesmo do lançamento oficial.

Também é possível notar na prateleira de baixo uma action figure do Ludens, o mascote da Kojima Productions, o que pode indicar algum projeto exclusivo entre o criador de Death Stranding e a Microsoft. Vale lembrar que, no começo de 2020, Spencer fez uma visita a certas publishers e estúdios de games para discutir projetos para os próximos anos — no entanto, todos os estúdios em questão foram mantidos em segredo pelo executivo.

Em um podcast recente, o jornalista Jeff Grubb afirmou com convicção que "basicamente tudo" o que aparece nas prateleiras do Phil tem um significado maior, incluindo o Nintendo Switch. Para reforçar ainda mais a teoria de parceria entre as gigantes da indústria de tecnologia, um leaker que já é figurinha carimbada na comunidade Reddit, Shpeshal Ed, comentou que "Nintendo e Xbox estão entregando o jogo" e que devemos esperar por mais novidades durante o período da primavera austral deste ano.

O que será que vem por aí? Seria Master Chief uma das últimas e mais improváveis adições à lista de combatentes de Super Smash Bros. Ultimate? Deixe suas opiniões nos comentários abaixo ou em nossas redes sociais!

Novo Nintendo Switch Lite na cor azul é anunciado


Hoje, a Nintendo anunciou uma nova cor ao rol de opções visuais para o Nintendo Switch Lite, versão totalmente portátil do console: azul. O sistema, que já vinha nas cores turquesa, cinza, amarelo e coral, agora terá a aparência cerúlea a partir do dia 7 de maio de 2021, quando será lançado no Reino Unido, e mais tarde, no dia 21 de maio, na América do Norte.

Apesar de ainda não termos um dia fixo, o Nintendo Switch Lite azul também será distribuído na América Latina dentro do mês de maio de acordo com os representantes locais da Nintendo — o que significa que não falta muito até a nova versão pisar em solo tupiniquim.

No Mar10 Day, uma retrospectiva Reino do Cogumelo!


Blogosfera, comunidades do Orkut. É tudo verdade. Há 14 anos, nascia, da minha necessidade de criar e transmitir conteúdo relacionado a uma das minhas séries favoritas de video game durante a juventude, o blog Reino do Cogumelo, que viria a se tornar o maior e mais popular website brasileiro com a temática do Mario. De 2007 para cá, o espaço passou por tantas experiências e fases de desenvolvimento que não me surpreenderia se houvesse um capítulo, um excerto que fosse, na biblioteca interestelar do Comet Observatory.

E é com isso em mente que, como forma de celebração ao dia oficial do Mario — 10 de março, ou "MAR10" —, eu, em nome do Reino do Cogumelo, decidi revisitar grandes momentos da história desta monarquia geek como se em posse de uma revolucionária máquina do tempo do professor E. Gadd totalmente calibrada pela Cobalt Star. Let's-a go!

Quem conheceu o Reino do Cogumelo já na fase da nossa estrutura de layout atual não o saberá, mas o blog já foi bem diferente no começo. Em 2008, quando tínhamos acabado de sair do plástico bolha, essa era a nossa aparência:


Em 2010, foi publicada na seção "Gurilândia" do jornal Estado de Minas a matéria "No reino do cogumelo". Aqui, fomos citados pela primeira vez como uma fonte de informação equivalente à Super Mario Wiki, mas para o público brasileiro — e foi com esta linda homenagem que percebemos o quanto estávamos crescendo como referência nintendista no país.


Em 2012, a tradução para português que havíamos escolhido para o termo "Mushroom Kingdom", "Reino do Cogumelo", foi oficializada pela Nintendo através da paper sleeve brasileira de New Super Mario Bros. 2 (3DS). A nação dos Toads também já foi chamada de "Reino dos Cogumelos" nos desenhos animados americanos dos anos 90, e é atualmente conhecida como "Reino Cogumelo" no game de plataforma runner para dispositivos móveis Super Mario Run — o primeiro título da série a ser localizado para português. Portanto, sempre que se referem ao domínio da princesa Peach como "Reino do Cogumelo", tal qual aquela fatídica paper sleeve brasileira de 9 anos atrás, isso sempre desperta no editor um calorzinho no coração.


Hoje em dia muito conhecido pelo super popular quadro Não Pode Rir, há 10 anos o comediante, matemático e nerd Marcos Castro já dava seus primeiros passos em direção ao que viria a se tornar o estrondoso sucesso do canal Castro Brothers. Quando ainda tinha 50 mil inscritos — hoje a marca já beirando os 5 milhões —, o Marcos nos concedeu uma entrevista inesquecível aqui no Reino do Cogumelo para falar sobre a série de paródias musicais Um Joystick, Um Violão, entre outros tópicos muito bem humorados.


Charles Martinet, o lendário homem das vozes por trás dos jogos do Mario e o ilustre criador do bordão "it's-a me, Mario!", veio ao Brasil no dia 31 de março de 2010 para o evento Gameworld — e o Reino do Cogumelo estava lá! Foi no Shopping Frei Caneca que o grande senhor Charles detalhou sua experiência aqui no Brasil como "absolutamente maravilhosa", sustentando que nós, os brazucas, somos "super gentis, amigáveis e divertidos". 

Uma das nossas maiores conquistas, o Reino do Cogumelo levou para casa o troféu do 1º lugar da categoria Games/Profissional da premiação Top Blog 2013/2014! Quando o título do blog foi proferido por Caco Castro, a voz do evento — também conhecido por ser apresentador do programa Mix Diário da extinta MixTV —, este editor que vos fala tomou o microfone ao palco do auditório da UNIP para receber o mais memorável troféu de sua vida. Tudo isso graças não somente à criação de conteúdo de nós, os Mushroom Retainers responsáveis pelo blog na época, como, principalmente, pelo suporte dos nossos queridos leitores, que ajudaram a reverberar os nossos artigos por todos os reinos.

Com um histórico de participações em podcasts, revistas físicas e digitais e imprensa em eventos de anime, o blog Reino do Cogumelo só tem a agradecer, primeiramente, a Deus, por todas estas bênçãos concedidas; a todas as equipes de desenvolvimento da Nintendo responsáveis pela fundação e manutenção da série Super Mario e todos os seus derivados; aos icônicos redatores Kadu Bonamin, Bernardo Schmitberger e CyberWolfJV; à Viviane Santos, por apoiar e divulgar os meus projetos e andar sempre ao meu lado; e a você, querido leitor, por nos prestigiar ao longo de tanto tempo, tanto aqui no blog como em nossas redes sociais, Facebook, Twitter e Instagram.

Obrigado e um feliz MAR10 Day a todos!
Let's-a keep-a going!

Estaria Charles Martinet fora do novo filme do Mario?

Foto: Gage Skidmore

Como já tem sido noticiado aqui no Reino do Cogumelo, há um longa-metragem animado do Mario a caminho! A produção do filme está nas mãos do estúdio de animação Illumination, da Universal Pictures — responsável por filmes como Meu Malvado Favorito, Minions, Pets: A Vida Secreta dos Bichos e adaptações de livros de Dr. Seuss como O Grinch e O Lorax: Em Busca da Trúfula Perdida.

Tendo em vista a qualidade das animações produzidas pela Illumination, pode-se dizer que um longa que tem como função transmitir às telonas da sétima arte o multicolorido universo do Mario e sua turma está em boas mãos.

No entanto, até o momento, pouquíssimo se sabe a respeito do andamento da produção, o que ainda levanta muitas questões curiosas; uma delas sendo a dublagem. Ainda seria Charles Martinet o responsável por dar voz ao encanador bigodudo nos cinemas?

Ao ser questionado sobre o filme de animação do Mario em uma breve e descompromissada entrevista através do GalaxyCon Live, o senhor Charles deu a seguinte resposta:

"Se eles me chamarem para brincar, eu irei, com grande alegria e felicidade."

Isto pode significar que ele ainda não foi convidado para atuar como a voz original dos personagens na versão para cinema, o que indicaria que outros dubladores foram selecionados para interpretar seus tantos papéis — ou que, simplesmente, o filme ainda não chegou na fase de atuação de voz e o convite ainda há de acontecer.

Também fica aberta a possibilidade de Charles estar sendo muito cauteloso em sua escolha de palavras, visto que dubladores são comumente impedidos, por contrato, de vazar quaisquer informações a respeito da produção de projetos futuros nos quais estão envolvidos.

Nascido em 17 de setembro de 1955 em San Jose, na Califórnia, o multitarefas Charles Martinet é a fonte das vozes de Mario, Luigi, Wario, Waluigi, Toadsworth e até mesmo de alguns chefões da série Super Mario Advance para GBA. Seu primeiro trabalho na franquia foi numa máquina de pinball de Super Mario Bros. em 1992, mas tornou-se mais conhecido em Super Mario 64 com seu famoso bordão "it's-a me, Mario!".

Já no Brasil, a dublagem ficará obviamente por conta de um profissional local. Nos desenhos animados dos anos 90 da DiC Entertainment, Mario era dublado pelo saudoso Antônio Patiño, enquanto Joméri Pozzoli dava vida ao seu irmão Luigi. Infelizmente, ambos os dubladores nos deixaram em 2014, mas suas contribuições para a indústria do entretenimento viverão na história do cosmos.

Fique ligado no Reino do Cogumelo para mais novidades!

O dia em que Mario lutou no torneio Street Fighter


Hoje, dia 12 de fevereiro, é o aniversário do maior brasileiro de todos os tempos: Blanka, de Street Fighter. A informação vem dos perfis dos personagens que aparecem no modo espera de Street Fighter II: The World Warrior.

Com isso em mente, será que estes personagens icônicos da Capcom já entraram em rota de colisão com Mario e sua turma? Enquanto é possível lutar contra Ryu e Ken Masters em Super Smash Bros. Ultimate (Switch), já teriam estas franquias se encontrado no passado? E o mais importante: o encanador extraordinário já ficou cara a cara com Blanka, a fera tupiniquim?

A resposta é simples, mas confusa: sim, e não! Em novembro de 1992, a revista alemã Club Nintendo publicara uma história em quadrinhos de apenas quatro páginas intitulada Super Mario Klemp-Won-Do: Muskeln sind nicht alles! — algo como "Super Mario Encan-Won-Do: Músculos não são tudo!". Na narrativa, Mario mostra interesse no torneio Street Fighter ao se deparar com um cartaz local, e acaba se encontrando com os personagens E. Honda, Dhalsim, Chun-Li, Blanka e Ken — apesar deste último não ter participado do campeonato.

Numa época anterior às bravias demonstrações de artes marciais dos irmãos Mario nas arenas de Super Smash Bros., Mario optava por encontrar formas muito mais engenhosas de obter sua vitória.

Contra Zangief, correu em círculos ao seu redor até que, atordoado, o grandalhão russo foi a nocaute, permitindo que Mario avançasse para o próximo desafio: Chun-Li. Usando o golpe das cem pernas despedaçantes que lhe é marca registrada, conhecido como Hyakuretsukyaku, Chun-Li tentava acertar o encanador, que acabou, por fim, encontrando na abertura uma fraqueza na artista marcial: cócegas.

Em seguida, Mario derrota Blanka, seu terceiro adversário, espalhando pelo campo de batalha bananas que lhe foram convenientemente entregues pelo seu amigo Toad segundos antes da partida, fazendo com que ele escorregasse para fora do ringue.

Até aqui, clichês clássicos de desenhos animados ajudavam o herói da Nintendo, mas a luta contra seu último oponente, Dhalsim, exigiu um certo nível de contato corpo-a-corpo: depois de desviar das rajadas de Yoga Fire desferidas pelo esotérico indiano, Mario fez com que ele esfriasse a cabeça com um balde d'água. Em seguida, desviou de um dos chutes elásticos de Dhalsim, agarrando sua perna e a enrolando sobre seu corpo, dando um nó humano no lutador.

E foi assim, na conclusão de uma história curta, saudosa e muito mais divertida do que estão acostumados os participantes do torneio Street Fighter, que Mario levou para casa o troféu mais "roubado" de sua vida!

Super Mario Odyssey (Switch): arte conceitual mostra que New Donkers seriam bem diferentes

 

O que escondem os habitantes da cidade de New Donk?

Super Mario Odyssey (Switch, 2007) nos deu uma noção totalmente nova sobre como os seres humanos são fisicamente retratados na franquia Mario. Em comparação com outros seres humanos que já deram as caras na série — como, por exemplo, os golfistas de Mario Golf: Advance Tour (GBA, 2004), os habitantes de New Donk City, em Metro Kingdom, não são tão cartunescos, nem chegam perto do estilo de arte super deformed.

Apesar de, no produto final, Mario se parecer com uma subespécie de Homo sapiens perto deles, os New Donkers foram originalmente desenhados de forma totalmente diferente. É o que revela uma arte conceitual do livro The Art of Super Mario Odyssey. Veja:

The Art of Super Mario Odyssey, página 174

A ideia original, segundo a imagem, era de manter os arrojados e modernosos New Donkers nas mesmas proporções cartunescas dos irmãos Mario. Na arte, é possível notar personagens da mesma estatura e com a mesma medição por cabeças da turma do encanador.

Também é interessante notar que a cidade tinha muito mais cor do que o que fora acordado para o produto final do mapa — mas que a remoção das cores ajudou a dar o toque de cidade grande que acabou diferenciando, e muito, Metro Kingdom dos demais "reinos" explorados na aventura.

Quer saber mais sobre Super Mario Odyssey? Veja o acervo de notícias e curiosidades do Reino do Cogumelo!

Novo trailer de Super Mario 3D World + Bowser's Fury (Switch) impressiona com a nova campanha

 Miau! Digo.. Uau! 

 A Nintendo disponibilizou um trailer do port aprimorado e antecipado do carro chefe do Wii U de 2013, Super Mario 3D World + Bowser's Fury (Switch), focado inteiramente na campanha nova que, até o presente momento, continuava um mistério... e revelou grandes, gigantescas surpresas.


 Os gatos estão à solta (até mais do que antes) em Bowser's Fury, uma aventura inédita, que traz novos desafios em uma área aberta (bem diferente dos cursos lineares do jogo base), e a introdução do imenso e tenebroso Mega Fury Bowser! Algo de muito estranho aconteceu e o Rei dos Koopas perdeu o controle!.. até mesmo Bowser Jr. está ajudando Mario nesta ocasião, usando o seu pincel mágico (desta vez sem a marca de Professor E. Gadd!).

 O trailer se concluí com Mario adquirindo uma nova forma de gato gigante (após tocar uma Super Bell proporcionalmente grande), com pelos dourados e arrepiados para enfrentar o seu nêmesis descontrolado!

 Ainda precisamos de mais informações sobre todo o contexto de Bowser's Fury, mas os clipes mostram muito potencial entusiasmador! 

 Quanto a 3D World básico, alterações bem vindas vem na forma de novos movimentos (o mergulho, visto em Super Mario 64, Sunshine e Odyssey), velocidade dos personagens aumentada e multiplayer online para até quatro jogadores.

 O port lançará no dia 12 de fevereiro e já está disponível para pré-compra na eShop brasileira.
Via Comunicado de Imprensa oficial da Nintendo

Saiba como requisitar reparo ou reposição de Joy-Cons com drift na autorizada Brasileira da Nintendo

 Se existe uma inconveniência para donos de Nintendo Switch, apesar de toda versatilidade que o conceito de híbrido que o console proporciona, é o problema que persiste em aparecer, cedo ou tarde em todos os controles Joy-Con (geralmente esquerdo), o tal chamado "drift".

 A Nintendo está lidando com a situação até hoje, já que é um caso que acontece em massa, alegado ser um defeito de produção dos controles, é fadado a ocorrer em 9 de 10 jogadores. Há um grande processo judicial nos Estados Unidos em andamento e outras consequências que a empresa japonesa está sofrendo.

 Como remediação, a Nintendo proporciona o reparo e troca gratuita de pares de Joy-Con defeituosos, e por muito tempo, quem tinha o Switch no Brasil, não podia aproveitar das regalias, já que o suporte para o serviço não existia no país. Mas isso mudou recentemente com o retorno da companhia para terras verde e amarelo!

 Este artigo serve como um pequeno guia para solicitar o reparo na autorizada nacional e também relatar como foi o processo com um de nossos parceiros queridos de longa data, Spankaro.

 Inicialmente chamado atenção do Reino através de publicações de Daniel Reenlsober (parte do Ultra N Podcast) e de Artur (canal Super Vocetubeia 64) em suas respectivas páginas pessoais de rede social, o processo bem sucedido por parte deles incentivou o teste com pares de Joy-Con do Spank, que já datavam desde o lançamento do console em março de 2017.

 A abordagem de forma educada à autorizada da Nintendo no Brasil, a Deal4b Soluções em Tecnologia LTDA em Jaguariúna, SP, foi feita no dia 3 de novembro de 2020, pelo o endereço eletrônico suporte.nintendo@deal4b.com.br . A descrição breve do problema, com apresentação formal e solicitando o reparo ou substituição são recomendadas neste primeiro e-mail!

 Poucos dias depois, a Deal4b retornou, gentilmente requerendo os dados do nosso amigo, sendo eles:

  • - Nome completo;
  • - CPF ou CNPJ;
  • - Endereço;
  • - Bairro;
  • - Cidade;
  • - CEP;
  • - E-mail;
  • - Telefone

 Juntamente dos dados do periférico com defeito, (nome do componente, cor, número de série e defeito, nesta ordem), e se possível um vídeo curto do problema ou fotos em anexo na resposta. O representante da Deal4b também sugere que envie cópia da Nota Fiscal do produto, mas na falta, não há necessidade em caso de defeito de drift.

 Após atender os requerimentos básicos, a autorizada retorna mais uma vez lhe confirmando a abertura de reparo, e que em breve, você irá receber um código do Correios (em e-mail separado) afim de realizar a postagem pré-paga (significando que o valor é pago por quem recebe); Apenas pede que embale o produto adequadamente com plástico bolha em uma caixa proporcional ao tamanho do componente e vá até a agência do Correios com o código em mãos, em até 7 dias após o recebimento na sua Caixa de Entrada. Não levou muito tempo após esta troca de mensagens, para que o número fosse enviado para o Spankaro. A postagem ocorreu por fim no dia 16 de novembro.

 Enfim, começa então o jogo de espera.. não há muito mais o que fazer, além de mandar uma fotografia do comprovante de envio para a Deal4b assim que realiza-lo. 

 Passaram-se 22 dias, e um representante da assistência volta a entrar em contato, com o código de rastreio que a encomenda está à caminho! Spankaro recebeu um par de de Joy-Cons novos em folha no dia 11 de dezembro



 A embalagem que retornou foi exatamente a mesma que foi enviada, mas os controles são novos, e com eles veio uma carta relatando o processo de troca. E considerando as circunstâncias de fim de ano, tudo ocorreu de forma bem tranquila e rápida!

 Esperamos que o relato em primeira mão encoraja você também solicitar, caso estiver tendo problemas com seus Joy-Cons. A Deal4b tem limitações de estoque no entanto, e pede também por paciência na troca de mensagens devido a alta demanda! Mas de qualquer forma, é reconfortante saber que há como solucionar o problema que assombra fãs da Nintendo hoje.