quarta-feira, 6 de julho de 2016

Paper Mario: Color Splash (Wii U) deve trazer uma história mais elaborada que a de Paper Mario: Sticker Star (3DS)

Embora esteja bem longe de ser um fracasso em termos de crítica e vendas, o RPG Paper Mario: Sticker Star é considerado por muitos(as) fãs como o game menos empolgante da série. Uma das principais reclamações de quem não curtiu muito a primeira edição portátil de Paper Mario lançada para 3DS em novembro de 2012, além da remoção do sistema de evolução por pontos de experiência e dos parceiros de batalha, está relacionada à história do game, que parece bem pouco animadora quando comparada à da edição anterior da série, Super Paper Mario para Wii (centralizada na megalomaníaca figura de Conde Bleck).

Com o anúncio de Paper Mario: Color Splash, novo game da série que será lançado no dia 7 de outubro exclusivamente para Wii U, a pergunta que não quer calar é: será que a Nintendo e a Intelligent Systems ouviram a reclamação destes jogadores? No que diz respeito à história, aparentemente sim. Leia abaixo o que a produtora Risa Tabata disse sobre o assunto durante uma entrevista concedida ao site Kotaku por ocasião da E3 2016.

Desta vez nós temos - não sei se quero dizer uma história adequada - mas nós temos uma história (risos). Ela começa a partir de uma abertura um tanto misteriosa. Você não tem certeza sobre o que está acontecendo, e conforme avança pela história, você descobre: oh é isto que acontece. E há muitas coisas interessantes que acontecem entre você e Huey.

Vale lembrar que a equipe da Nintendo Treehouse realizou longa demonstração de jogabilidade de Paper Mario: Color Splash na E3 2016, onde é possível conhecer alguns detalhes da história do game e também do seu sistema de batalhas baseado na utilização de cartas - clique aqui para saber mais. E então, leitor(a), como estão suas expectativas em relação ao novo Paper Mario após esta declaração feita pela produtora Risa Tabata? Comente!

Via Kotaku
    • Comentários

  • Facebook ()
  • Google (0)

0 comentários:

Postar um comentário