domingo, 4 de dezembro de 2016

Detalhes e vídeo de "Diddy Kong Racing Adventure", projeto rejeitado para GameCube, são revelados

Em junho do ano passado, rumores empolgantes sobre a suposta produção de "Diddy Kong Racing 2" para o Nintendo Switch (na época conhecido pelo codinome "NX") certamente deixaram fãs do inesquecível game de corrida original de Nintendo 64 bastante animados(as) com a possibilidade de explorar um novo mundo por terra, mar e ar a bordo de veículos variados com o chimpanzé de boné vermelho e sua turma. No entanto, a verdade é que poderíamos ter jogado uma sequência de Diddy Kong Racing ainda durante a geração do Nintendo GameCube caso a Nintendo tivesse aprovado um projeto proposto pela desenvolvedora Climax Studios de um título chamado "Diddy Kong Racing Adventure".

O estúdio britânico estava tão animado com o projeto que por volta do ano de 2004 chegou a produzir uma breve e caprichada demonstração do game para mostrar à Nintendo, que aparentemente não considerou este um bom investimento. Mais de dez anos depois, um vídeo desta versão demo de "Diddy Kong Racing Adventure" finalmente foi descoberto e publicado no canal PtoPOnline do YouTube, que tem como objetivo principal preservar a história dos videogames vasculhando materiais sobre protótipos raros e jamais lançados de títulos nos cantos mais obscuros para não deixar que sejam ignorados ou esquecidos.

Segundo informações e documentos obtidos por este grupo de pesquisadores, a história de "Diddy Kong Racing Adventure" mostra que o malévolo porco Wizpig não aceitou bem sua derrota em Diddy Kong Racing, e resolveu se aliar aos Kremlings para realizar sua vingança. Enquanto Diddy visitava a Timber Island (mundo onde se passa o Diddy Kong Racing original), membros do Clã Kong foram sequestrados a mando do vilão, que planeja construir uma gigante pista de corrida em Donkey Kong Island. Ao descobrir o que está acontecendo, Diddy decide reunir mais uma vez sua turma de pilotos para derrotar Wizpig e deter seu nefasto plano.


O modo "Adventure" deste game se passaria em Donkey Kong Island, com dezesseis vilas diferentes para explorar, e três pistas de corrida em cada uma delas; algumas destas áreas já tinham até um nome provisório: "Kong Family Village", "Funky Kong Resort" (ver arte conceitual acima), "Icy Peaks", "Pirate Lagoon", "The Rainforest", "Kremling Construction Camp", "Krem Co. Industries", e "Krunch's Den". Um detalhe interessante é que estas pistas teriam um modo em "preto e branco" e também mudanças entre dia e noite e também mudanças de clima. Frutas espalhadas pelas pistas permitiriam aos pilotos executar diferentes tipos de ataques. Jogadores teriam à disposição quatorze personagens jogáveis, cada um deles capaz de executar um ataque especial durante as corridas ao coletar uma fruta de coloração mais escura; a lista não finalizada de personagens inclui os seguintes nomes:

• Diddy Kong: ataca oponentes com faces de gorilas gigantes
• Tiptup: ataca oponentes com anéis giratórios de cascos de tartaruga
• Timber: ataca com uma onda sônica capaz de diminuir a velocidade dos oponentes
• Krunch: ataca usando seu maxilar para perseguir os oponentes
• Conker: ataca com nozes explosivas
• Dark Diddy Kong: ?
• Dark Pipsy: ataca com pedaços de queijo que desaceleram ou tiram o controle dos veículos oponentes
• Dark Bumper: ataca com mini tornados

* Donkey Kong seria desbloqueado após se vencer todas as corridas do game, e também foi considerada a inclusão dos personagens Dixie Kong, Lanky Kong, Banjo e Mumbo Jumbo

A seleção de veículos seria ainda mais extensa que a de Diddy Kong Racing, oferecendo a oportunidade de pilotar jet-skis, aeroplanos, quadriciclos, bugues, e hovercrafts. Usando a alavanca "C" do controle de GameCube, seria possível mudar o posicionamento dos personagens em cima dos veículos. Havia ainda a intenção de liberar a troca de veículos no meio das corridas, e de usar itens de customização para modificar os veículos e deste modo torná-los capazes de alcançar novas áreas de Donkey Kong Island (algo no estilo de Donkey Kong Country 3: Dixie Kong's Double Trouble do Super Nintendo). Para batalhar contra chefes, seria preciso derrotá-los antes em uma "corrida de aquecimento" ou coletando um item especial.


"Diddy Kong Racing Adventure" ofereceria ainda multiplayer para até quatro jogadores, além dos modos "Time Trial", "Knockout Cup" (o último colocado em cada volta é eliminado), "Elimination" (uma competição focada em destruição), "Show-off" (com desafios de habilidade), e "Fruit Bowl" (jogadores devem coletar frutas específicas). O vídeo abaixo revela o fascinante conteúdo da demo apresentada pela Climax Studios à Nintendo, que destaca o personagem Diddy montado em um rinoceronte (que não parece ser o Rambi) explorando uma grande área de Donkey Kong Island e executando algumas mudanças de posição em cima da montaria; clique aqui caso queira conferir um segundo vídeo que traz narração em inglês das informações contidas neste post.

Link Direto

Qual seria a razão que levou a Nintendo a recusar um projeto tão promissor e elaborado como esse? A verdade é que dificilmente teremos uma resposta realmente convincente a esta intrigante pergunta, mas isso com certeza não impede fãs de continuar sonhando com uma sequência de Diddy Kong Racing que resgate e evolua as mecânicas inovadoras de aventura e corrida criadas pela desenvolvedora britânica Rareware.

Vale lembrar que a mesma Rareware chegou a iniciar os trabalhos em "Donkey Kong Racing", título cancelado do Nintendo GameCube que traria corridas sobre montarias animais - saiba mais clicando aqui. E você, leitor(a), acredita que, caso tivesse visto a luz do dia, "Diddy Kong Racing Adventure" poderia ter feito o sucesso necessário para ganhar uma série própria ou algo do tipo? Ou acha que realmente a Nintendo fez bem em não investir neste projeto e continuar concentrando seus esforços na série Mario Kart? Comente!

    • Comentários

  • Facebook ()
  • Google (0)

0 comentários:

Postar um comentário