Desenvolvedor fala sobre os conceitos de Donkey Kong Racing, e do triste destino do game, em entrevista

sábado, 1 de março de 2014

Entrevistado pelo site Nintendo Life, Lee Musgrave, um dos mais proeminentes designers a trabalhar na desenvolvedora britânica Rare, parece lamentar o fato de que o promissor projeto de "Donkey Kong Racing" jamais tenha sido finalizado. Anunciado como um dos principais títulos da linha inicial do GameCube durante apresentação na E3 2001, o game de corrida estrelado pela Família Kong e por uma ampla variedade de animais companheiros trazia alguns conceitos inovadores e muito empolgantes.

A ideia por trás do game - que foi de Tim Stamper - era a de que o jogador não ficaria restrito a um animal nas corridas. Você se moveria entre animais de diferentes tamanhos; animais grandes poderiam destruir obstáculos, enquanto os pequenos eram muito mais manobráveis.

Foi nessa época que a Microsoft adquiriu o estúdio britânico por 375 milhões de dólares, depois que a Nintendo recusou-se a comprar as ações dos irmãos Chris e Tim Stamper, fundadores e detentores de 51% das ações da Rare. Como resultado dessa transição, a Rare não podia mais utilizar os personagens Donkey Kong, mas continuou trabalhando no projeto, recomeçando do zero e modificando algumas mecânicas de jogabilidade, ao ponto do game se parecer com um "Grand Theft Auto" na África.

Por exemplo, se você fosse derrubado de seu animal, você tinha de apertar botões repetidamente no estilo de Track and Field para reassumir o comando de sua montaria.

Decidimos fazer algo como Diddy Kong Racing em termos de ser um game de aventura. Por um período de 18 meses ou algo assim, o conceito de corridas montadas em animais por circuitos se transformou mais em um game de mundo aberto com características de Tamagotchi, no qual alimentar seu animal se tornou uma mecânica fundamental. Era como uma versão mais fofa de Grand Theft Auto passada na África.

A essa altura, o título do game também já tinha mudado, para "Sabreman Stampede", uma IP criada quando os irmãos Stamper ainda trabalhavam em seu primeiro estúdio, chamado Ultimate Play The Game. No entanto, algumas adversidades, como a mudança do projeto para o console Xbox 360, se colocaram no caminho dos desenvolvedores, fazendo com que "Sabreman Stampede" fosse definitivamente arquivado.

Levou um longo tempo para fazer, e ao mesmo tempo estávamos tentando construir motores gráficos para consoles que não conhecíamos tão bem. Fatores como a mudança de consoles e entrar em uma nova geração de hardware dificultaram tudo. Nós geralmente tínhamos de esperar por novas versões de firmware do console, e muitos outros obstáculos atrapalharam o desenvolvimento sério do jogo.

O crescimento da equipe de desenvolvedores da Rare, que dobrou de tamanho em um curto período de tempo, tornou-se também mais um empecilho no desenvolvimento de "Sabreman Stampede", já que leva um certo tempo para que a equipe esteja entrosada. E o que começou como um ambicioso projeto de game de corrida envolvendo Donkey Kong acabou mesmo indo parar no fundo de alguma gaveta. Você gostaria que "Donkey Kong Racing" tivesse sido lançado, leitor(a)? Comente.

    • Comentários

  • Facebook ()
  • Google (0)

0 comentários:

Postar um comentário