Sakurai reage a críticas feitas a conteúdos extras nos games

sábado, 8 de agosto de 2015

Em nova matéria publicada na revista japonesa Famitsu, e gentilmente traduzida para o inglês pelo site Source Gaming, o desenvolvedor Masahiro Sakurai resolveu abordar um assunto bastante controverso: as críticas negativas feitas por analistas ao conteúdo extra de alguns games. Em seu texto, ele menciona exemplos de títulos como Fire Emblem Fates (3DS) e também Super Smash Bros., série da qual ele é diretor de desenvolvimento. Em Fire Emblem, por exemplo, é possível aumentar o nível de afinidade com os personagens levando-os para sua casa e fazendo um carinho neles. Muitos críticos responderam negativamente a este extra, dizendo "não preciso disso", porém na opinião de Sakurai, se os jogadores não curtem determinado extra, simplesmente não devem usá-lo, já que ele não é necessário para se chegar ao final do game.

Em Super Smash Bros., por exemplo, Sakurai ressalta que, tirando o modo Free-for-All, e os estágios Final Destination, tudo que os games da série oferecem poderia ser considerado "desnecessário". No entanto, a intenção ao se criar estes games não é a de agradar um nicho específico de jogadores, mas sim que eles sejam divertidos para todos. De seu ponto de vista de desenvolvedor, porém, Sakurai acredita que é sempre melhor não forçar os usuários a jogar estas funcionalidades extras (como minigames) para poder terminar o jogo, já que isso pode gerar, compreensivelmente, críticas indesejadas.

E você, leitor(a), concorda com o que foi dito por Masahiro Sakurai? Acredita que alguns desenvolvedores exageram, ou mesmo são pouco sensatos ao incluir recursos extras em seus games, ou acha que não há necessidade de se criticar a iniciativa, considerando que cada um joga aquilo que quiser? Comente!

    • Comentários

  • Facebook ()
  • Google (0)

0 comentários:

Postar um comentário