Inclusão de novos lutadores em um game Super Smash Bros. é determinada por cinco perguntas, segundo Sakurai

quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Para ter a honra de entrar no elenco de lutadores dos games Super Smash Bros. for 3DS & Wii U, diversos personagens precisaram passar com mérito pelo desafiador teste das cinco perguntas. Quem disse isso foi o diretor de desenvolvimento Masahiro Sakurai, através da mais nova matéria de sua coluna semanal na revista japonesa Famitsu. Antes de submeter um personagem ao teste das cinco perguntas, no entanto, a Nintendo costuma fazer uma pesquisa internacional de popularidade para ajudá-la a selecionar alguns lutadores em potencial. Saiba mais sobre esse curioso processo de seleção lendo o artigo escrito por Sakurai logo abaixo.

Nós conduzimos uma pesquisa de popularidade doméstica e internacional. Também pesquisamos por games que estejam atualmente em desenvolvimento. Depois disso, quase tudo depende de nós, e de um toque de conveniência.

Há muito a se levar em conta na hora de se decidir [por personagens]. Este personagem tem alguma característica singular? Pode ser usado para fazer Smash Bros. interessante? Este personagem é representativo [do seu material de origem]? Eles entram em conflito com outros personagens? Há algo neles que nos chamou a atenção no início do desenvolvimento?

Personagens de uma série sem futuro raramente são escolhidos. Além disso, lutadores que possuem modelos alternativos são uma questão à parte.

Basicamente, qualquer personagem é aceito se eu acreditar que ele funciona [no game]. Por outro lado, mesmo se um personagem é único, se eles se sobrepõem a outros personagens e não possuem habilidades únicas de luta, são rejeitados.

Baseando-se nestas declarações de Sakurai, o que você pensa sobre o elenco de lutadores que foi escolhido para os novos Super Smash Bros., leitor(a)? Acredita que outros personagens poderiam ter se encaixado nos critérios de seleção, principalmente em relação ao "supremo" teste das cinco perguntas? Comente.

Via Kotaku
    • Comentários

  • Facebook ()
  • Google (0)

0 comentários:

Postar um comentário