Política de preços mais flexível para games e entrada em mercados emergentes são metas da Nintendo, diz Iwata

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Uma política de preços mais flexível para os games é parte da estratégia da Nintendo para atrair a atenção dos jogadores entusiastas para seus novos consoles, segundo declarou Satoru Iwata, presidente global da companhia, em recente encontro com investidores. Embora não vá reduzir o preço do Wii U tão cedo, a Nintendo pretende "recompensar" os jogadores mais ativos, vendendo títulos a um preço menor para quem compra cinco games durante o ano, por exemplo. Jogadores que trouxerem um amigo para comprar games também poderão adquirir os games a um preço reduzido. A ideia, inicialmente, é oferecer esta vantagem para games do Wii U, e depois estender também para títulos de 3DS. Embora não tenha entrado em maiores detalhes, a iniciativa parece estar relacionada às lojas virtuais de ambos os consoles.

Iwata afirmou que a Nintendo está interessada em ter uma participação mais efetiva nos mercados emergentes - se referindo ao Brasil e à Índia, segundo o site Games Industry. O executivo diz compreender que, para alcançar esses mercados, é preciso oferecer preços mais acessíveis e localização dos jogos; vale lembrar que a Nintendo está contratando um profissional na área de tradução para localizar games para o português brasileiro. Por fim, Iwata ressaltou que a Nintendo planeja dar passos significativos na abordagem aos mercados emergentes em 2015.

Embora não seja uma medida de caráter imediato, não deixa de ser muito interessante saber que a Nintendo parece finalmente estar considerando as oportunidades de lucro em países como o Brasil, e deseja realizar uma abordagem adequada para entrar nestes mercados. O que você pensa sobre as declarações de Iwata a respeito desse assunto, leitor(a)? Que outras medidas acredita que a Nintendo poderia tomar para conquistar o público de países considerados emergentes, como o Brasil? Comente.

    • Comentários

  • Facebook ()
  • Google (0)

0 comentários:

Postar um comentário