Produtores do filme Sonic the Hedgehog (2019) explicam o look realista do ouriço

quinta-feira, 13 de dezembro de 2018

Quando se pensa em adaptações cinematográficas de jogos eletrônicos, o que vem à mente são filmes que quase nunca atingiram uma nota satisfatória nos padrões da crítica — vide o clássico da Sessão da Tarde Super Mario Bros. (1993), que recebeu a nota 4/10 por reviews de aproximadamente 45 mil usuários do IMDb, e o abismal Alone in the Dark: O Despertar do Mal (2005), que leva a nota 2,3/10 no consenso de 40 mil usuários. Já anunciado há algum tempo, Sonic the Hedgehog (2019), mesclagem de live-action com animação fotorrealista no estilo de Pica-Pau O Filme (2017), pode ou dar um fim à inevitável desventura à qual seus semelhantes estão fadados ou, por fim, acabar se tornando o próximo da lista. Veja o teaser:


A primeira reação dos fãs foi de surpresa e desconfiança: o ouriço azul da Sega está, definitivamente, diferente — a começar pelo relevo dos olhos, os dedos finos e as pernas torneadas, em contraste com os cambitos que normalmente exibe nos jogos. Ao portal IGN, os produtores do filme contam os motivos que levaram à decisão de tornar Sonic mais realista para esta nova e incomum versão do raio azul. Tim Miller, que trabalhou como diretor de Deadpool (2016) e hoje é o produtor executivo de Sonic the Hedgehog, afirma que mudanças são necessárias para a integração de um personagem de animação de computador no mundo real. Isso inclui um acordo criativo de como o personagem seria visualmente aceito se existisse entre nós.

Como um ouriço, Sonic é naturalmente coberto de pelos, mas esta característica nunca foi explícita em suas artes oficiais. De acordo com Miller, seria estranho se a pele do ouriço fosse aproximada aos modelos poligonais com os quais estamos acostumados pois causaria a impressão de ser algum outro tipo de animal pelado ou com pelos mais rentes, como uma lontra. "Para nós, ele sempre teve pelos, e jamais consideramos que fosse algo diferente disso; é parte daquilo que o integra ao mundo real e o torna uma criatura de verdade", explica o produtor.

Entretanto, a parte mais desafiadora para os projetistas do novo design são os olhos do Sonic, que, nos desenhos, são originalmente conectados um ao outro pelo branco dos olhos; anatomicamente, um só órgão — algo que com certeza não cairia bem na proposta do filme. "Eu não acho que a Sega esteja completamente contente com a decisão dos olhos (...), mas tudo é discutido, e o objetivo é este, mudar apenas o que for necessário e se manter fiel ao resto", esclarece Miller. "Ele não se parecerá com um personagem da Pixar porque eu não acredito que esta seja a estética certa para que ele seja parte do nosso mundo".

Sonic the Hedgehog, o filme, tomará palco na cidade rural de Green Hills e seguirá a história de um policial (James Marsden) que ajudará Sonic (dublado por Ben Schwartz) a fugir do governo, que procura capturá-lo. Jim Carrey foi confirmado como a versão live-action do Dr. Ivo Robotnik. O filme estreia no dia 14 de novembro de 2019.

Via IGN
    • Comentários

  • Facebook ()
  • Google (1)

1 comentários:

Eduardo Silveira disse...

É um choque bem grade, mas o jeio é esperar o anuncio completo do seu desing pro filme.

Postar um comentário