Tattle: Tutankoopa

quarta-feira, 3 de outubro de 2018

Auto-proclamado o "impenitente rei dos desertos", Tutankoopa é o faraônico regente das misteriosas ruínas emergidas em Dry Dry Desert durante os eventos do capítulo 2 de Paper Mario (Nintendo 64, 2000). Não se sabe exatamente a qual espécie ele pertence, apesar de ter poderes mágicos similares aos dos Magikoopas — como se dividir em vários fragmentos quando bem entender e se tornar parcialmente invisível. Sua derrota é necessária pois, apesar de ser uma criatura muito antiga, afilia-se ao Bowser, que lhe confia o cativeiro de Mamar, um dos sete Star Spirits.
"Vocês!! Vocês ignoraram todos aqueles avisos assustadores... Vocês não têm o senso comum de se assustar e sair correndo?! O que há de errado com vocês?!?!"
Tutankoopa, Paper Mario
Tutankoopa possui uma esfíngica simpatia pelos Chomp Chomps que lhe servem, tendo até mesmo um favorito, o Chompy. Isso faz com que suas ondas de ataque possam ser bem agressivas. Há também um Chomp Chomp em miniatura usado como adorno em seu nemes; estranhamente, este parece ter vida própria, já que às vezes costuma mexer a boca. Esta associação com Chomps pode ser referente à primeira aparição deles nos jogos do Mario, que aconteceu no árido World 2-5 de Super Mario Bros. 3, um conhecido deserto da série. Graças ao Chomp de estimação de Tutankoopa, que pode ser derrotado múltiplas vezes, a luta contra ele é uma das únicas em que Mario pode farmar 100 Star Points. Durante sua batalha, também consta em seu arsenal cascos de Besouros (Buzzy Beetles).

E muito embora o faraó seja envolto por uma atmosfera ameaçadora, ele é menosprezado por Goombario em um de seus Tattles, que diz que ele não é lá grande coisa e que as edificações do deserto são atribuídas aos Nomadimice que vivem há muitas eras na região. Um tempo depois de sua derrota, Tutankoopa aparece nos créditos de Paper Mario fugindo de três Chomp Chomps revoltados. Será que ele realmente não é isso tudo o que aparenta?

Seu nome no Japão, Kāmen, vem de Tutankāmen, como é conhecido por lá o faraó do Antigo Egito Tutancâmon. Também, pode ser uma alusão a Kamekku, o nome japonês dos Magikoopas — o que levantaria mais uma sugestão sobre sua verdadeira natureza.
O personagem desta semana foi sugerido pelo nosso leitor Rayel Christian Rodrigues através de nossa page no Facebook. Obrigado, Rayel!
    • Comentários

  • Facebook ()
  • Google (0)

0 comentários:

Postar um comentário