domingo, 24 de setembro de 2017

Sega aprendeu a administrar seus personagens com a Nintendo, diz produtor de Sonic Forces

Shun Nakamura, que tem trabalhado intimamente na franquia do raio azul desde Sonic R, de 1997, e produtor do multi-plataforma Sonic Forces, que chega às prateleiras ainda este ano, lamenta, em entrevista, a direção que os personagens de video game estão tomando na atualidade. Jogos com personagens icônicos e mascotes eram proeminentes nos anos 80 e 90, mas a ascenção de novas tecnologias tem deixado este conceito para trás.
"Além da Nintendo, já não há mais personagens caricatos de games no Japão. Com a melhoria dos gráficos, as empresas têm se afastado de personagens estilizados em prol daqueles que são mais realísticos."
Indo contra a maré de adaptações de personagens que não são exclusivos aos jogos, como protagonistas de anime e mangá, Nakamura diz que administrar um mascote desta forma não é nada fácil, mas que a Sega aprendeu muito com a Nintendo e a forma que a companhia gerencia este quesito.
"Quando trabalhamos com a Nintendo, vimos com quanto cuidado eles administram os seus personagens. Há vários anos, fizemos regras sobre como Sonic deveria ser retratado. Essas orientações foram feitas para reforçar o tom e a identidade do personagem."
Sonic Forces, que remonta o ambiente de títulos da época do Dreamcast, será lançado em novembro para Nintendo Switch, PlayStation 4, Xbox One e Microsoft Windows.

Via Kotaku
    • Comentários

  • Facebook ()
  • Google (1)

1 comentários:

Eduardo Silveira disse...

Legal saber disso! =)

Postar um comentário