quarta-feira, 14 de junho de 2017

Diretor de Super Mario Odyssey revela origem de Cappy e aparição de personagem clássica no game

Toda a indústria dos games parece ter caído de amores por Super Mario Odyssey. E não é para menos, afinal a enxurrada de informações sobre esta nova aventura 3D do Mario a ser lançada exclusivamente para Nintendo Switch no dia 27 de outubro que a Nintendo tem liberado através de vídeos, imagens e entrevistas só nos dão a certeza de que este título tem tudo para ser o melhor da série e uma das mais ambiciosas, criativas e divertidas criações da companhia em toda a sua história.

Para saciar um pouco mais nossa curiosidade, o diretor de criação de Super Mario Odyssey, Kenta Motokura, revelou mais alguns detalhes bastante interessantes sobre a criação do game, como por exemplo como surgiu a ideia de incluir o chapéu parceiro multi-uso Cappy, o impressionante nível de liberdade proporcionado pela jogabilidade estilo sandbox, e até mesmo sobre a participação da clássica personagem Pauline, que ressurge como cantora de uma banda de jazz no cenário New Donk City cantando uma música onde se intitula a "Garota 1-Up" de Mario. Confira todas estas intrigantes novas informações sobre Super Mario Odyssey reveladas por Motokura logo abaixo.

Origem do movimento de arremessar o chapéu
No que diz respeito à ação do chapéu, ela foi incluída em um dos protótipos criados pela equipe. É parte do game desde o começo. Tivemos diversos temas diferentes que surgiram destes protótipos, e um deles era focado nos Joy-Con [controles por movimento].

Sobre a liberdade de interação com elementos do cenário
Pelo fato do arremesso de chapéu ser uma ação nova, queremos que os jogadores se sintam empoderados ou encorajados a ir em frente e experimentar esta ação onde quer que eles achem que ela vai funcionar. Há certas dicas topográficas próximas de áreas onde você estará olhando, e você pode dizer 'Esse parece um lugar que o meu chapéu pode alcançar ou se encaixar.' Então há alguns elementos escondidos como esse, com os quais os jogadores vão começar a se acostumar.

A estrutura do game não é criada para que você tenha missões paralelas, é mais sobre estar viajando por diferentes reinos ou áreas, você encontra algo que chama sua atenção e pode haver algum tipo de missão envolvendo isso, mas tudo envolve avançar e encontrar e colecionar as Power Moons. Você precisa de um certo número de Moons para abrir um novo reino, então algumas das missões que consideramos paralelas, servem para resolver algum problema dentro de um reino, mas o objetivo real disso é prover você com Power Moons suficientes para progredir na historia.

Sobre a inclusão de Cappy
Mario sempre foi um personagem que usa chapéu, mas por causa desta nova ação envolvida neste chapéu, decidimos fazer dele um personagem. Parte disso foi por queremos alguém para acompanhar Mario nesta aventura, e há alguns detalhes sobre isso que revelaremos em uma data futura.

Sobre a cidade retro-futurista New Donk City
Em nosso design do jogo nós nos focamos em elementos de jogabilidade por si mesmos e como o game é jogado. Nós procuramos estilos de arte ou de design de níveis que se encaixem bem na jogabilidade. Não há cenários localizados em um período de tempo específico. Mas outra pequena informação é que Pauline faz uma aparição, e achamos que isso tem ligação com a sua personagem, então há alguma exploração recorrente nesta área também.

    • Comentários

  • Facebook ()
  • Google (1)

1 comentários:

Eduardo Silveira disse...

Legal. =)

Postar um comentário