segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Miyamoto fala sobre sua relação com o personagem Mario e como vê o futuro da franquia nos videogames

Será que Shigeru Miyamoto está cansado de trabalhar com Mario? Esta pergunta talvez já tenha passado pela cabeça de muitos jogadores, afinal o atual Parceiro Criativo da Nintendo vem criando ou supervisionando games estrelados por Mario há trinta e cinco anos, desde quando o bigodudo era apenas um carpinteiro conhecido como Jumpman saltando barris para salvar sua amada das garras de um nervoso gorila. O site Glixel teve a ideia e a oportunidade de fazer esta pergunta ao próprio criador do personagem, e obteve o tipo de resposta que esperávamos: Mario sempre vai ser uma das maiores prioridades na vida de Miyamoto enquanto ele estiver envolvido na criação de games.

Eu meio que olho para isso como se estivesse gerenciando uma agência de talentos, e eu tenho todas estas diferentes pessoas, mas quando há uma nova tecnologia e estamos fazendo algo novo com ela, eu sempre escolho Mario para representá-la. Então, se tivermos algo mais que talvez não se encaixe a ele então escolhemos um dos outros personagens. Essa é a forma com a qual normalmente abordo as coisas com ele. Além disso, sempre evoluímos o visual de Mario para tentar mantê-lo fresco.

Considerando a grande responsabilidade de ser sempre o carro-chefe da Nintendo para demonstrar novas tecnologias nos videogames, como será que Miyamoto vê o futuro da franquia Mario? Esta interessante questão, formulada por Austin Creed - famoso lutador da WWE conhecido também como Xavier Woods - durante o evento dedicado ao game Super Mario Run conduzido pela Apple em Nova Iorque na última sexta-feira, foi respondida de forma bem-humorada por Miyamoto, que aproveitou a oportunidade para mais uma vez associar a evolução de Mario à do camundongo Mickey Mouse, da Disney.

É impossível saber o futuro. Eu não sei o que vai acontecer em cinco anos; nem mesmo sei se estarei vivo daqui a cinco anos! (risos) Mas estou bem; estou bem.

Poucos anos depois de termos lançado Super Mario Bros., houve um momento onde alguém fez uma pesquisa sobre popularidade de personagens, e Mario havia se tornado mais popular naquela época do que Mickey Mouse. E as pessoas diziam, 'Bem, como você se sente em relação a isso?' Ao que eu respondia, 'Mas Mickey Mouse existe há quarenta anos, Mario existe apenas há três!' E foi quando comecei a pensar que talvez eu devesse me preocupar com o que aconteceria com Mario em quarenta anos, e então veríamos como ele se sairia contra Mickey Mouse neste ponto.

Na época, percebi que Mickey Mouse era um personagem que havia evoluído com a evolução do cinema e da animação, e foi então que senti que se eu queria ver Mario continuar a sobreviver como um personagem, então ele precisaria evoluir com a tecnologia e com os videogames.

É por isso que quando estávamos criando Super Mario 64 para o Nintendo 64 ele se tornou um projeto tão especial para mim. E é por isso que quando criamos Super Mario Maker - e todos vocês então puderam se tornar designers de um game Mario - este foi um projeto divertido para mim também.

Sobre o que vai acontecer daqui a cinco anos, realmente depende da nova tecnologia que eu terei à disposição, e então neste momento no tempo vou associar esta tecnologia com Mario - ou talvez Link - e criar alguma coisa nova.

E você, leitor(a), o que achou das declarações sobre o pai de Mario a respeito de sua relação atual com o personagem e de como vê o futuro da franquia nos games? Será que você ainda vai amar jogar games Mario daqui a cinco, dez anos, ou mesmo quando o bigodudo estiver completando setenta anos de existência? De nossa parte, você sabe que a resposta a esta pergunta será sempre sim. Com toda a certeza.

    • Comentários

  • Facebook ()
  • Google (0)

0 comentários:

Postar um comentário