sábado, 10 de dezembro de 2016

Game de "colecionar gatos" foi uma das principais inspirações para o modo Kingdom Builder de Super Mario Run

Você conhece o game Neko Atsume? Embora seja um grande sucesso mundial no mercado de games mobile, talvez muitos(as) de nossos(as) leitores(as) nunca tenham ouvido falar deste aplicativo lançado para sistemas iOS e Android em outubro de 2014. A premissa deste game é simples e extremamente viciante: seu objetivo é adquirir o maior número de comida, brinquedos e objetos variados para decorar seu jardim e assim atrair muitos gatos (como mostra a imagem acima), com a possibilidade de expandir esse jardim para atrair ainda mais bichanos.

A semelhança deste game com o envolvente modo Kingdom Builder de Super Mario Run não é mera coincidência. Este modo traz uma proposta inédita em um game Mario, que é a de criar a sua própria versão do Reino do Cogumelo adquirindo itens e construções diversas que são comprados com as Moedas colecionadas nos outros dois modos do game - World Tour e Toad Rally. Você pode ainda utilizar os Toads conquistados no modo Toad Rally para povoar seu reino, que a exemplo dos jardins de Neko Atsume, também pode ser expandido para outras telas.

Falando sobre como surgiu a ideia de criar um modo tão "construtivo" como esse para a estreia de Super Mario nos smartphones, o lendário designer Shigeru Miyamoto admitiu que uma das inspirações foi o game Neko Atsume, mas ressalta que os desenvolvedores queriam também que jogadores tivessem um lugar onde pudessem utilizar as suas conquistas nos modos de jogo principais para realizar algo edificante. Leia a declaração completa de Miyamoto sobre o assunto a seguir.

Há duas razões. Uma delas é que há um game no Japão que tenho jogado em meu smartphone com minha esposa, é chamado de Neko Atsume. É uma espécie de game onde se coleciona gatos. A partir disso, eu realmente percebi como é ter algo em seu fone com o qual você interage regularmente, e então você expande e constrói a partir daí, é um recurso muito atraente. E a Nintendo certamente já criou games assim no passado para suas plataformas.

A outra razão por trás disso é que, tipicamente com games Super Mario, o que você está fazendo é algo como montar uma estratégia e criando seu caminho pelos níveis individuais. E queríamos ter um método pelo qual você pudesse salvar as conquistas obtidas nestes níveis e ter um lugar onde estas conquistas de alguma forma se expandissem. E é daí que veio a ideia do Kingdom Mode.

Se você, leitor(a), ficou ainda mais curioso(a) para conhecer e brincar com as fascinantes ferramentas do modo Kingdom Builder de Super Mario Run após ler estas declarações do mestre Miyamoto, então é bom não se esquecer que este game será lançado daqui a apenas cinco dias em cento e cinquenta países, incluindo o Brasil. Vale lembrar ainda que há uma versão demo disponível na App Store onde é possível conhecer os quatro primeiros estágios do entusiasmante modo World Tour. Mais detalhes sobre Super Mario Run você pode encontrar em seu site oficial brasileiro através deste link.

Via TIME
    • Comentários

  • Facebook ()
  • Google (2)

2 comentários:

Fernando Matos disse...

Eu tenho esse jogo, é legal

Fernando Matos disse...

Eu tenho esse jogo, é legal

Postar um comentário