sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Eiji Aonuma recebe prêmio por "Conjunto da Obra" em games Zelda no The Golden Joystck Awards 2016

Eiji Aonuma começou sua carreira na Nintendo e no mundo dos games desenhando sprites para NES Open Tournament Golf, clássico título esportivo do NES estrelado por personagens como Mario, Luigi, Peach, Toad e Donkey Kong. Mas foi somente após seu excepcional trabalho criando os calabouços do revolucionário The Legend of Zelda: Ocarina of Time (N64) que o nome do desenvolvedor finalmente encontrou seu espaço dentro da companhia, tornando-se a partir daí uma espécie de "segundo pai" da franquia The Legend of Zelda, e desenvolvendo uma relação de forte parceria com Shigeru Miyamoto, o criador da saga.

Às vésperas do lançamento de The Legend of Zelda: Breath of the Wild (Wii U/Switch), nova edição da série que promete sacudir mais uma vez a indústria dos games como fez há quase vinte anos atrás, Eiji Aonuma foi merecidamente agraciado com o Lifetime Achievement Award (Prêmio por Conjunto da Obra) na 34ª edição da The Golden Joystick Awards, a cerimônia de premiação de games mais antiga do mundo cujos vencedores são sempre escolhidos pelo público; vale lembrar que em 2015 o escolhido nesta categoria foi Satoru Iwata, ex-presidente da Nintendo falecido em julho do ano passado.

Aonuma infelizmente não pôde comparecer ao Golden Joystick Awards (certamente está bastante ocupado trabalhando em Breath of the Wild) mas agradeceu o prêmio através de um tocante vídeo enviado aos organizadores do evento, onde relembra momentos marcantes de sua carreira e fala de forma emocionada sobre sua parceria com Miyamoto, comparando-a à parceria formada por uma famosa dupla de detetives criados pelo escritor inglês Arthur Conan Doyle. Assista ao vídeo logo abaixo.

Link Direto

Mensagem de Eiji Aonuma

"Eu sou Eiji Aonuma, produtor da série The Legend of Zelda na Nintendo. Estou feliz, honrado e realmente lisonjeado em receber o prêmio Golden Joystick 2016 Lifetime Achievement Award. Digo que estou lisonjeado porque quando soube deste prêmio, tive de perguntar a mim mesmo: 'será que sou realmente qualificado para aceitar isso como um indivíduo, quando o prêmio pertence mais à série The Legend of Zelda?' Eu nem mesmo estive envolvido com os primeiros games!

Com este entendimento eu aceitei este prêmio com prazer em nome de mais de mil criadores, artistas, engenheiros e compositores que trabalharam na série por mais de 30 anos, incluindo pessoas como Shigeru Miyamoto, Koji Kondo, Takashi Tezuka e Yoshiaki Koizumi. Este prêmio simboliza o amor de fãs do Reino Unido e reconhece os esforços feitos por tantas pessoas que estiveram envolvidas com a série. Sem os seus esforços, The Legend of Zelda não comemoraria seu 30º aniversário este ano.

Um dos meus primeiros trabalhos na série The Legend of Zelda me colocou na função de projetar calabouços para Ocarina of Time. Quando eu estava na escola eu costumava fazer tudo sozinho, então acho que tinha uma opinião inflada sobre mim mesmo... e duvidava das habilidades dos outros. Na Nintendo eu me senti intrigado de início, porque havia tantas pessoas envolvidas em fazer um game The Legend of Zelda. No entanto, esta era a primeira vez em que eu criava um game 3D. Ao olhar para as pessoas pegando meus designs protótipo e ver como pequenas ideias se transformavam em ideias realmente únicas, eu descobri que outras pessoas podem te dar uma perspectiva que você jamais alcançaria de outra forma.

Falando sobre ter perspectivas diferentes das coisas, há uma pessoa que constantemente me surpreende com suas perspectivas variadas e únicas. É ninguém menos que Shigeru Miyamoto, o criador original de The Legend of Zelda. Trabalhando com ele há vinte anos, eu sou capaz de antecipar o que ele vai pensar. O fato é que, mesmo hoje, ele me surpreende com suas ideias inesperadas, que estão além de minhas fronteiras.

Sherlock Holmes é o protagonista das histórias de detetive britânicas que eu apreciava profundamente durante minha infância. Ele resolvia casos difíceis, um após o outro, com suas habilidades de observação sobre-humanas, mas o Sr. Holmes não poderia ter chegado a estas esplêndidas conclusões sem o Dr. Watson, que partilhava com ele pontos de vista que Sherlock não conseguia ver. Eu acredito que este tipo de relação é importante também no design de games. Eu deixo para vocês decidirem qual de nós é Holmes e qual é Dr. Watson.

Desde o Zelda original e de Zelda II: The Adventure of Link, que você pode apreciar no NES Classic Mini, ao mais recente The Legend of Zelda: Breath of the Wild, os vastos mundos, a variedade de personagens singulares, histórias memoráveis e difíceis desafios, tudo contribuiu para a construção de um universo único... são todos frutos de tantas pessoas talentosas... E eu estou orgulhoso de ter podido trabalhar com elas na série.

Finalmente, eu gostaria de agradecer a todos vocês mais uma vez - ao Golden Joystick e a tantos(as) fãs de Zelda no Reino Unido - em nome de todo o time que permitiu à série crescer firmemente nos últimos trinta anos. E quando The Legend of Zelda: Breath of the Wild for lançado... por favor jogue!"

A Nintendo também faturou outros prêmios no Golden Joystick Awards 2016, com a vitória de Pokémon GO (iOS/Android) nas categorias "Inovação do Ano" e "Melhor Game Mobile/Portátil do Ano", e de The Legend of Zelda: Twilight Princess HD (Wii U) na categoria "Game Nintendo do Ano".

    • Comentários

  • Facebook ()
  • Google (0)

0 comentários:

Postar um comentário