segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Produtora de Paper Mario: Color Splash fala sobre novo elemento Cut Out, personalidade dos Toads, e mais

Considerado o maior (e por enquanto único) lançamento da Nintendo exclusivo para Wii U neste final de ano, o game Paper Mario: Color Splash, que chega às lojas no dia 7 de outubro, ainda divide opiniões de fãs da série por não apresentar os fortes elementos de RPG das duas primeiras edições lançadas para os consoles Nintendo 64 e Nintendo GameCube.

Trabalhando pela primeira vez em um título da série, a produtora Risa Tabata já deixou bem claro que o novo Paper Mario não é exatamente um RPG, mas sim um bem-humorado game de aventura mais focado na resolução de puzzles; o motivo apontado por ela para esta mudança de direção é simples (embora um tanto quanto controverso): a Nintendo já tem uma série de RPGs do Mario, e ela se chama Mario & Luigi.

Em uma nova entrevista concedida recentemente para o site US Gamer, Risa Tabata voltou a falar sobre as diferenças entre as séries Paper Mario e Mario & Luigi, e também abordou questões bem interessantes relacionadas a Color Splash, como a nova e instigante habilidade Cut Out, os elementos estratégicos das batalhas, a personalidade das diferentes cores de Toads, e mais. Confira os principais detalhes desta entrevista logo abaixo.

Sobre como o maior poder do Wii U foi utilizado
Tabata diz que houve um foco maior na qualidade dos gráficos para fazer com que os elementos de papel realmente pareçam reais, mas ao mesmo tempo sem perder o aspecto mais "bonitinho" que se espera de um game Mario. Ela ressalta ainda a impactante sensação de se ter objetos reais em um mundo feito de papel, que em sua opinião é algo muito interessante e divertido. Os cenários tridimensionais são mais amplos, e a movimentação da câmera permite que jogadores possam apreciar melhor esta evolução.

Sobre utilização dos diferenciais do Wii U
Neste ponto Tabata menciona a habilidade Cut Out, que ao ser acionada permite que jogadores possam converter o cenário 3D para uma perspectiva 2D, para então cortar uma parte deste cenário usando a stylus como uma tesoura enquanto segue uma linha pontilhada na tela do Wii U GamePad. No espaço recortado, agora todo branco, é possível encaixar uma carta ou mesmo o próprio Paper Mario, que pode usar essa passagem recortada para alcançar lugares antes inacessíveis. Também será possível usar o recurso Off-TV Play e jogar olhando somente pela tela do GamePad.

Sobre diferenças entre Paper Mario e Mario & Luigi
Paper Mario possui eventos mais dinâmicos por ser jogado em uma perspectiva 3D, e obviamente conta com a ajuda da rotação de câmera para alcançar esse resultado. Tabata reafirma que Color Splash será mais focado em solucionar puzzles do que os episódios anteriores, e nota que Taro Kudo, diretor de roteiro do game, é um desenvolvedor realmente muito bom em contar histórias e em escrever diálogos engraçados; ele trabalhou também em Paper Mario: Sticker Star (3DS).

Sobre localização de Paper Mario: Color Splash para o inglês
Por ser muito difícil traduzir piadas, ao invés de apenas realizar a tradução literal dos diálogos japoneses, o time de desenvolvimento trabalha junto com os localizadores para criar piadas em inglês que sejam mais adequadas e engraçadas para jogadores deste mercado.

Sobre as limitações dos combates
Ter um número limitado de cartas para utilizar nas batalhas faz com que jogadores tenham de pensar mais profundamente sobre suas estratégias; por exemplo, "será que é sábio usar esta carta de martelo agora, ou devo guardá-la para mais tarde?" Tabata salienta que há um imenso número de cartas diferentes para se coletar no game.

Sobre a personalidade dos Toads de diferentes cores
O Toad principal é o de cor vermelha, então as outras cores são utilizadas quando os novos Toads trazem alguma característica diferente dos Toads vermelhos, e isso acaba envolvendo também a personalidade deles. Pode se dizer que os Toads coloridos são criados também para dar abertura a piadas específicas, e também para criar mais variedade e interesse utilizando personagens que já são bem familiares a fãs de Mario.

Sobre sua contribuição para a série na função de produtora
Tabata acredita que foi capaz de oferecer boas soluções para fazer com que Paper Mario: Color Splash possa ser apreciado por quem nunca jogou outro game da série, e diz que está sempre pensando sobre o que pode ser feito agora que não foi feito antes.

    • Comentários

  • Facebook ()
  • Google (0)

0 comentários:

Postar um comentário