terça-feira, 26 de abril de 2016

Nintendo recorre e consegue vencer processo envolvendo 3DS e patente de tecnologia 3D; saiba mais

A Nintendo conquistou mais uma grande vitória no último domingo, 24 de abril, mas desta vez não estamos falando de nenhum prêmio de "Melhor Game do Ano" ou coisa parecida, e sim de uma importante disputa judicial. Em janeiro de 2014, a criadora de Mario foi intimada a pagar U$3 por cada portátil Nintendo 3DS vendido para a Tomita Technologies, que obteve sucesso em um processo envolvendo quebra de patente da tecnologia do efeito 3D utilizado no sistema. Mas a Nintendo recorreu da decisão e agora, mais de um ano depois, finalmente conseguiu reverter o veredito inicial e ganhar este processo.

A decisão foi promulgada pelo juiz Jed Rakoff em tribunal de Nova Iorque, que reconsiderou as evidências apresentadas, atestando que o Nintendo 3DS funciona de uma forma significativamente diferente e mais elaborada do que o conceito apresentado na patente da Tomita Technologies. A Nintendo comemorou a decisão do juiz através de um comunicado oficial à imprensa, que você pode conferir abaixo.

Estamos muito satisfeitos com a decisão da corte de que não houve infração por parte da Nintendo. A Nintendo possui uma longa história em desenvolver produtos inovadores, e defendemos agressivamente processos de patente quando nossos produtos não as infringe, mesmo quando precisamos fazer isso por muitos anos e através de múltiplos julgamentos. - Ajay Singh, Diretor de Litígio e Conformidade da Nintendo of America

    • Comentários

  • Facebook ()
  • Google (0)

0 comentários:

Postar um comentário