Reggie mostra satisfação com vendas do Wii U em 2014, e diz que foco em qualidade será prioridade também em 2015

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Entrevistado recentemente pelo jornal norte-americano The Seattle Times, o presidente da Nintendo of America, Reggie Fils-Aime, se mostrou satisfeito com o desempenho do Wii U nas prateleiras em 2014, afirmando que os negócios "estiveram cada vez mais em alta durante todo o ano". O executivo ressaltou que as festas de final de ano são sempre um período crucial para a Nintendo, pois 60% ou mais das vendas anuais da companhia costumam ser registradas neste período.

Os grandes lançamentos recentes do Wii U - como Mario Kart 8, Bayonetta 2 e Super Smash Bros. for Wii U - fizeram deste final de 2014 ainda mais importante para a Nintendo: as vendas de software praticamente dobraram, e as de hardware tiveram um aumento de 40% em relação ao mesmo período do último ano!

Reggie destacou também o foco contínuo da Nintendo em oferecer games de altíssima qualidade para manter o bom momento do Wii U, dando a empresa confiança para tentar alcançar resultados ainda mais positivos no ano que vem, quando teremos lançamentos extremamente promissores como Mario Maker, Star Fox e um novo The Legend of Zelda.

A Nintendo está se saindo melhor neste ano do que no ano passado. O jeito que eu colocaria isso é: Nossa meta é manter em andamento essa trajetória positiva. Certamente com o impulso que estamos vendo com nosso hardware, o momento que estamos vendo com nossos principais softwares, isso nos dá muita confiança.

Desenvolver games de alta qualidade assim leva tempo. Isso leva tempo, demanda um investimento de recursos humanos, e nosso foco em qualidade é realmente significante.

Sobre a alta procura pelos brinquedos amiibo, que foram responsáveis por grande parte do lucro obtido pela Nintendo neste final de ano, Reggie Fils-Aime diz que a Nintendo está se empenhando em aproveitar esta excelente recepção, e não pretende desperdiçar nenhuma oportunidade com estas figuras. E você, leitor(a), o que pensa sobre as declarações feitas pelo presidente da divisão americana da Nintendo? Acredita que 2015 pode mesmo ser um ano tão bom quanto esse, ou ainda melhor, para o console de oitava geração da Nintendo? Comente.

    • Comentários

  • Facebook ()
  • Google (0)

0 comentários:

Postar um comentário