Em entrevista, Kosuke Yabuki diz que todo Mario Kart é feito do zero, e explica o polêmico modo batalha de Mario Kart 8

segunda-feira, 12 de maio de 2014

O diretor de desenvolvimento de Mario Kart 8 (Wii U), Kosuke Yabuki, concedeu uma entrevista à revista britânica EDGE recentemente, onde esclareceu algumas interessantes questões envolvendo a série em geral. Segundo Yabuki, todo novo Mario Kart é feito do zero em termos de programação, gráficos e até mesmo o aúdio. Para os desenvolvedores, é essencial que os títulos da série sejam acessíveis, em que qualquer pessoa possa pegar o controle e já começar a jogar, mas é preciso também adicionar certa profundidade à jogabilidade para que os jogadores alcancem melhores resultados depois de muita prática. Mesmo ao dispor de recursos já usados em games anteriores, um novo Mario Kart será sempre diferente do outro, refletindo as ideias de quem o desenvolve, pois a Nintendo acredita que mudanças, mesmo que sutis, são essenciais.

Em relação aos circuitos retrô, Yabuki ressalta que é sempre necessário redesenhá-los, principalmente em relação ao espaço e largura, já que muitas coisas mudaram desde que alguns destes circuitos apareceram pela primeira vez, como o comportamento dos karts, mudanças de câmera e número de oponentes. Ainda assim, ele espera que estas pistas possam sempre trazer lembranças boas aos fãs. Por fim, o desenvolvedor explicou a súbita mudança promovida no Battle Mode de Mario Kart 8; as batalhas desta vez serão realizadas em circuitos do jogo (saiba quais clicando aqui), e não em arenas exclusivas como nos games anteriores da série. Entenda o porquê desta decisão lendo a declaração feita por Yabuki logo abaixo.

Nós mudamos o estilo do Battle Mode em Mario Kart 8 para usar circuitos em que muitas pessoas possam jogar. Os jogadores não sabem quando um rival vai surgir de uma curva, o que traz um novo sentido de empolgação e estratégia a este modo. Em termos de regras, nós desenhamos estes circuitos para que possam comportar partidas entre doze jogadores, incluindo o CPU. No começo, você deve derrotar os pilotos controlados pela CPU para pontuar, e conforme vai avançando, se torna uma batalha apenas entre jogadores humanos. Aí está a emoção real disso! Deve ser uma experiência nova para os usuários correrem na contramão de circuitos que conhecem bem. Estou certo de que algumas pessoas não estão tão convencidas em relação a esta mudança, mas espero que elas primeiro experimentem a novidade por si mesmas. Tenho certeza que será uma nova experiência para todos, diferente de todos os Mario Kart anteriores.

E você, leitor(a), o que achou da justificativa de Kosuke Yabuki em relação a esta polêmica mudança de estilo do Battle Mode em Mario Kart 8? Comente.

    • Comentários

  • Facebook ()
  • Google (0)

0 comentários:

Postar um comentário