Top 5: Glitches do Mario que te darão pesadelos

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Reproduza a cena: você decide descansar sua mente exaurida depois de uma longa semana repleta de espalhafatos, preocupações e resolução de dilemas pessoais, profissionais e acadêmicos. Assenta-se, já abrandecido, àquele que passa a considerar o seu trono de conforto em frente aos componentes minuciosamente anexos de seu console de video game. Você começa a se aventurar por um mundo de fantasia, imaginação e refrigério para seu corpo e alma cansados — apenas para descobrir que, neste grande emaranhado de hexadecimais e binários, nem tudo acaba sendo tão circunstanciado quanto deveria... vamos prová-lo a seguir, na coletânea de 5 glitches do Mario que podem causar-lhe sérios distúrbios...

5. O Limbo de Super Mario 64

Em Super Mario 64, há dois grandes destinos definitivos para o intrépido encanador bigodudo: obter êxito em sua jornada de proporções inimagináveis para resgatar a Princesa Peach das garras do terrível rei dos Koopas, ou morrer tentando. Mas o que procede-se quando os dois acontecem ao mesmo tempo? Gravado e divulgado pelo canal MNH Studios, o glitch que mistura a perda de um Mario Extra e a obtenção de uma Power Star torna-se uma receita de bizarrice agridoce em nosso Top 5. A lista começa tímida, mas as próximas posições podem arrepiar os pelos do bigode...

4. Suicídio na Mansão

O glitch da sombra de um Luigi suicida em Luigi's Mansion foi o responsável por noites insones dos jogadores de GameCube. Assim que o eterno incompreendido entra no Telephone Room e passa a conversar com o Professor E. Gadd, um relâmpago ilumina a área e a sombra de Luigi é disposta sobre a parede, revelando a macabra silhueta do encanador verde com o que parece ser uma corda em torno de seu pescoço. Felizmente ou não, trata-se apenas de um erro de posição de sombras. Pode não ser tão famoso como o Minus World de Super Mario Bros. e o Reverse Long Jump de Super Mario 64, mas este glitch com certeza é um dos mais ressonantes: encaixa-se perfeitamente ao clima espectral e espiritual de Luigi's Mansion e é capaz de elasticidar a imaginação dos fãs boquiabertos com uma leva de teorias insanas, porém convincentes, da série Mario.

3. Peach-Ouriço

Temos aqui um glitch induzido: um efeito Frankenstein em que um indivíduo obcecado dá origem a uma criatura hedionda, sórdida, como o mundo jamais havia presenciado. Alguns hackers decidiram trocar o conjunto de movimentos dos personagens de Super Smash Bros. Brawl (por exemplo, Solid Snake com golpes do Donkey Kong ou Pikachu com golpes do Ganondorf), dando vida ao que se entende por moveset swaps. No entanto, a experiência deu terrivelmente errado, resultando no imprevisível rearranjo dos modelos dos personagens — visto que os golpes do jogo foram projetados individualmente com base na posição dos membros de cada um —, gerando uma série de deformidades grotescas. O caso em questão mostra a outrora adorável Princesa Peach recombinada com o moveset de Sonic, o ouriço, garantindo-na dedos amorfamente longos e o molejo de um monstro...

2. Princesa em Pânico

Dando seguimento ao método acidentalmente hórrido de moveset swaps em Super Smash Bros. Brawl, uma das coisas que você não deveria fazer se ainda quiser manter suas noites tranquilas de sono é aplicar o conjunto de movimentos de Kirby, a bolinha rosa da Nintendo, ao modelo da Princesa Peach. Ao invés de uma simples explosão rosa-choque, isso conduziria a singela alteza dos cogumelos à forma de uma monstruosa anomalia com as mandíbulas abertas num eterno espasmo buco-facial que nos remete a uma reencarnação dos mais sórdidos conceitos criacionistas de "Begotten". Talvez estes fenômenos do horror sejam a punição definitiva de Super Smash Bros. Brawl aos jogadores que invadem o terreno proibido do hack...

1. Terror em Jolly Roger Bay

Você sabe que as coisas começam a dar errado na outrora impecável jornada tridimensional de Super Mario 64 quando o que era para ser um mero nado ao longo de Jolly Roger Bay transforma-se numa perturbadora sequência de eventos. Registrado pelo jogador Marc Larivière, o glitch, cuja execução exata não fora definida, transforma o mascote bigodudo da Nintendo num grande corpo desmembrado flutuando aleatoriamente pela enseada, com controles limitados. A música-tema da fase, intitulada Dire, Dire Docks (faixa 9 do álbum Super Mario 64 Original Soundtrack e originalmente conhecida como "Water") é subitamente convertida numa orquestra demoníaca, acrescida a um conjunto de sons que rivalizam manifestos de criaturas do abismo. Soma-se tudo à presença natural de Unagi the Eel, um dos maiores produtores de pesadelos das crianças dos anos '90, e você tem um dos mais bizarros glitches da série Mario e possivelmente dos video games em geral. Talvez você vá precisar de terapia...
    • Comentários

  • Facebook ()
  • Google (1)

1 comentários:

U. Koopa disse...

Acho o glitch do 5º lugar mais assustador que o do Luigi's Mansion. ç_ç
A "Princesa-Ouriço" é assustadora, mas ainda assim hilária... :P

Postar um comentário