Tattle: Princesa Cavalinha

quinta-feira, 14 de março de 2013

Hey, paisano! Esta quinta-feira perpetua-se no Reino do Cogumelo com a estreia do novo quadro semanal que dará mais fôlego à enciclopédia do Super Mario: Tattle! A cada semana, seguimos o legado da habilidade dominada com tanta mestria por Goombario e Goombella, o Tattle de Paper Mario, capaz de descrever biografias sucintas sobre diversos personagens do Marioverso. Let's-a go!
A Princesa Cavalinha, como é conhecida no Brasil por adaptação da Herbert Richers, é membro da família real da cidade submersa de Martrópolis (ou Mertropolis, no original). Originalmente conhecida como Holly Mackerel, faz referência clara ao eufemismo inglês "holy mackerel!", proferida em momentos de surpresa. Sua primeira e única aparição no Universo do Cogumelo registra-se no episódio A Sereia Feia (The Ugly Mermaid) da série animada The Adventures of Super Mario Bros. 3, produzida pela DiC Entertainment no início dos anos '90.

Filha do Rei Cavalinha (King Mackerel), Holly carrega o mérito por salvar a vida de Mario quando este, em posse do traje de sapo e surpreendido pelo Submarino do Mal do rei Koopa (Doomsub), estava prestes a se afogar, completamente imobilizado, nas profundezas do oceano. Tal feito, entretanto, fez com que Holly tomasse o encanador como o amor de sua vida — confundindo-o com uma espécie similar de criatura antropomórfica de sangue frio. Assim como todos os habitantes de Martrópolis, a princesa usa uma abóbada de água em torno da cabeça para conviver na atmosfera respirável da cidade. Apesar da pele escamosa e um problema sério de miopia, Holly possui um coração de ouro e tem sonhos borbulhantes com seu príncipe encantado — traços ainda mais marcantes na voz de Sílvia Goiabeira, sua dubladora no Brasil.

A Princesa Cavalinha ganha destaque na música Never Kiss a Mermaid: "vou contar uma história, ouça quem quiser... ela é metade peixe, metade mulher". Depois de sua aparição, há 23 anos (no dia 3 de novembro de 1990), nunca mais se ouviu falar da princesa, muito embora sejam fortes as possibilidades de ter assumido o trono de seu pai como chefe de estado de Martrópolis.
    • Comentários

  • Facebook ()
  • Google (0)

0 comentários:

Postar um comentário