Charles Martinet expressa sua visão sobre o Mario: "amor, respeito e influência positiva"


Em entrevista recente publicada na edição 222 da revista italiana Retro Gamer, o lendário Charles Martinet narrou suas experiências com a atuação de voz de icônicos personagens da série Mario e nos surpreendeu com um fato interessante: dentro de um rol de mais de 150 jogos, uma de suas gravações mais memoráveis foi na versão CD-ROM de Mario Teaches Typing, um software de entretenimento educativo produzido para PC em 1994 pela Interplay Productions.

Seu trabalho no projeto foi importante para que se estabelecesse sua visão sobre o encanador extraordinário — uma influência positiva de amor e respeito que se tornaria marca registrada da série por décadas a fio.

Mario Teaches Typing foi uma coisa incrível. Houve muito diálogo. Durante a apresentação, eu ficava brincalhão, alegre, um pouco nervoso, era tudo brincadeira e diversão... mas em Mario Teaches Typing, quando eu estava lidando com o aprendizado das crianças, eu li o roteiro e vi coisas negativas — por exemplo, 'ah, isso não foi bom, tente novamente', ou 'isso foi um fracasso'.

Então, eu disse, e se o meu personagem nunca disser não, ou nunca for negativo, e ao invés de dizer 'isso foi um fracasso', ele disser 'ótima tentativa', 'vamos tentar novamente', 'sei que você pode fazer melhor', 'ah, isso foi ótimo, agora vamos fazer de novo', ou 'não foi tão bem desta vez, mas você vai fazer melhor na próxima, vamos lá!'?

Criando essa dinâmica de energia positiva e influência positiva. Para mim, o personagem é sempre amor, sempre respeito, sempre uma alegria. Mesmo no medo, no terror, na aventura, e tudo o mais, ele sempre tinha de ter essa vibração, esse espírito vivo de pura alegria e puro amor.

Charles Martinet não mede esforços para expressar a paixão que sente pelo seu trabalho, e sua energia é contagiante. Sem sombra de dúvidas, sua belíssima visão e interpretação sobre Mario e sua turma são um dos toques mais essenciais e indispensáveis para a franquia.
Eduardo Jardim

Natural de São Paulo (SP), Eduardo "Pengor" Jardim é um criador de conteúdo, cartunista e imaginauta. Criou o Reino do Cogumelo em 2007 e desde então administra e atualiza seu conteúdo, conquistando um prêmio Top Blog e passagens pela extinta Nintendo World.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem