Saiba como conseguir vidas infinitas em Game & Watch: Super Mario Bros.

domingo, 22 de novembro de 2020

 Para quem não cresceu jogando nos anos 80 (e talvez início dos anos 90) ainda se vê enfrentando muita dificuldade na hora de revisitar clássicos da geração 8-Bit. Jogos não só eram mais simplórios em questões de mecânicas, mas bem menos generosos com vidas e continues, uma cultura que aos poucos foi perdendo o impacto com a introdução de baterias de memória para salvar seu progresso e outras funções de acessibilidade.

 Contudo, Super Mario Bros. (NES, 1985) e Super Mario Bros.: The Lost Levels (Famicom Disk System, 1986), já foram relançados uma porção de vezes em serviços de distribuição de jogos retrô da Nintendo, que muita vezes contém opções de ponto de restauração (save states) e até mesmo rewind recentemente no NES Classic Edition e no aplicativo para membros do Nintendo Switch Online.

 Mas a mais nova forma de jogar a duologia de rolagem lateral, não contém nenhum método de salvar o tempo do jogador.. porém, uma nova função pode vir a ser muito conveniente para novatos! 

 No portátil de luxo Game & Watch: Super Mario Bros., lançado no último dia 13, você pode se pegar frustrado por não conseguir chegar na batalha final contra o Bowser, com a quantidade limitada de vidas (e continues que te colocam no início do mundo que você recebeu seu Game Over). Mas a Nintendo colocou um pequeno novo truque nessas versões dos jogos: Se você continuar segurando o Botão A na tela de título de qualquer um dos jogos, você irá ser agraciado com vidas infinitas ao começar a aventura! Desta forma, seja quantas vezes você perder ao longo do caminho, a vitória estará (eventualmente) garantida!

 Obviamente, com a remoção de perda de vidas, não há como receber um Game Over e consequentemente, não há continues, te pondo no início de cada mundo. 

 Se você conseguiu fisgar um destes itens de colecionador, já tem a fórmula para salvar a princesa sem perder os cabelos!

    • Comentários

  • Facebook ()
  • Google (0)

0 comentários:

Postar um comentário