Criador de King K. Rool, Steve Mayles da Playtonic, fala sobre a inclusão do personagem em Super Smash Bros. Ultimate

sexta-feira, 31 de agosto de 2018


A lacuna que faltava ser preenchida pelo o vilão icônico da série Donkey Kong foi finalmente remediada no dia 8 de agosto quando Masahiro Sakurai anunciou através de uma Nintendo Direct especial, que King K. Rool será um dos lutadores de Super Smash Bros. Ultimate (Switch).

Foi uma explosão de alegria para muitos fãs e uma surpresa para outros, incluindo o designer original do crocodilo malvado, Steve Mayles, que trabalhou na Rare (agora propriedade da Microsoft) e agora faz parte do estúdio indie Playtonic (responsável por Yooka-Laylee).

Mayles não deixou de demonstrar sua imensa satisfação e felicidade através do Twitter ao ver sua criação sendo tão bem tratada nas mãos de Sakurai, mas elaborou ainda mais sobre os seus sentimentos em uma entrevista que deu ao site Nintendo Life.

Eu não tinha ideia que ele seria incluído [...] Eu sabia que ele tinha uma chance boa, já que ele tinha aparecido como uma Mii Costume anteriormente e desde que sempre esteve no topo, ou perto do topo, em várias votações e enquetes. Parecia que havia bons alicerces de positividade na direção de K. Rool que seria difícil da Nintendo ignorar. E eu adoraria ter estado envolvido em qualquer capacidade no retorno do K. Rool, claro. Mas talvez numa outra ocasião.

Sakurai já chegou a mencionar que prefere trabalhar ao lado dos respectivos criadores de cada personagem que incluí em Smash, para fazer justiça nos seus ataques e movimentos, no entanto devido as circunstâncias de distância, é muito possível que a ponte entre Playtonic e Nintendo não seja mais tão fáceis. E já que a Nintendo por si só tem total e completo direito de propriedade de K. Rool, os Kremlings e tantas outras criações que a a Rare concebeu para Donkey Kong (e Star Fox), não foi estritamente necessário a consulta de Mayles. Ainda assim, ele segue dizendo o quão contente está com toda a história:

Eu vi gravações da Nintendo Direct (sendo transmitida) na Nintendo Store em Nova Iorque com as pessoas gritando "K. Rool, K. Rool!" - Foi ótimo! Eu não tenho dúvidas que a atitude dos fãs de K. Rool e a forma proativa que tiveram ao dar suporte ao crocodilo favorito deles fez toda a diferença.

E desde que essa inclusão foi finalmente realizada, Steve Mayles diz que adoraria ver outros personagens da época de parceria entre a Nintendo e a Rare em Super Smash Bros., como a dupla icônica Banjo & Kazooie, que neste caso, são propriedades intelectuais da Rare, que por sua vez é um estúdio da Microsoft agora.

Você pode conferir a entrevista inteira no link no rodapé do artigo.

O que acha da visão de Steve Mayles, caro leitor? Está tão feliz quanto ele? Não deixe de compartilhar sua opinião conosco.


    • Comentários

  • Facebook ()
  • Google (0)

0 comentários:

Postar um comentário