sábado, 30 de dezembro de 2017

Miyamoto revela importante critério utilizado na renovação de seu time de designers dentro da Nintendo

Como toda indústria que busca estar em constante evolução, a indústria dos games sabe que é preciso não apenas confiar na inestimável experiência da sua antiga geração de desenvolvedores como também nas novas e frescas ideias que uma renovação da sua equipe pode trazer aos seus produtos.

O conceituado site de notícias New York Times abordou três das maiores mentes criativas da Nintendo para que eles dessem seu parecer a respeito da importância de se ter novos talentos trabalhando em seus games: Shinya Takahashi, Shigeru Miyamoto e o jovem Kosuke Yabuki.

A declaração mais elaborada foi feita pelo mestre Shigeru Miyamoto, criador de Mario e Zelda, duas das séries mais consagradas da Nintendo que são grandes exemplos do quanto é essencial investir pesado em inovação e renovação ao mesmo tempo em que se mantém elementos tradicionais indispensáveis para manter o alto padrão de qualidade esperado. Miyamoto disse que designers que não são muito passionais em relação a games são prioridade em suas contratações, e explicou o motivo de utilizar este critério. Confira as opiniões destes três gênios da Nintendo sobre este fascinante tema logo abaixo.

"Ainda que estivéssemos realmente tristes com o falecimento de Iwata [Satoru Iwata, ex-presidente da Nintendo], chegou um tempo em que novos líderes estão ascendendo na companhia." - Shinya Takahashi, Gerente Geral da Nintendo EPD

"Cada vez mais tento deixar a geração mais jovem tomar completamente as rédeas. Eu sempre procuro por designers que não são fãs super apaixonados por games. Faço disso um critério para assegurar que eles não sejam apenas gamers, mas que tenham diferentes interesses e habilidades." – Shigeru Miyamoto, Parceiro Criativo da Nintendo

"Nossa missão permanece a mesma: encontrar formas únicas de explorar jogabilidade. A diferença é que, talvez, agora é nossa vez." - Kosuke Yabuki, diretor de Mario Kart 8 e produtor de ARMS

    • Comentários

  • Facebook ()
  • Google (0)

0 comentários:

Postar um comentário