Estrutura online do Nintendo Switch será algo essencial para os negócios da Nintendo, segundo Kimishima

quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

A not√≠cia de que a Nintendo vai cobrar pelos servi√ßos online do console Nintendo Switch a partir de 2018 √© algo que ainda divide opini√Ķes de f√£s e consumidores no geral. Se por um lado h√° quem defenda a continuidade dos servi√ßos gratuitos, h√° aqueles que acatam a decis√£o da companhia mas acharam "barato demais" o pre√ßo m√©dio da assinatura anual (entre U$17,50 e U$26,50) revelado recentemente pelo presidente da Nintendo, Tatsumi Kimishima.

O executivo voltou a tocar neste assunto em entrevista concedida √† revista TIME, e trouxe na verdade declara√ß√Ķes animadoras para os dois grupos de pessoas mencionados no par√°grafo acima, destacando que a Nintendo vai oferecer servi√ßos e conte√ļdo online pelos quais vale a pena pagar, e que sendo esta uma √°rea essencial para os neg√≥cios da companhia decidiu-se estabelecer uma faixa de pre√ßo que deixar√° consumidores felizes.

Penso que se voc√™ olhar para alguns de nossos competidores, voc√™ acha que quando eu digo 2.000 a 3.000 ienes por ano √© algo um pouco abaixo do padr√£o ou barato. Mas realmente estamos dedicados a trazer nossos neg√≥cios online para consumidores a esta faixa de pre√ßo. Partidas online no Switch ser√£o essenciais para os neg√≥cios, e tivemos muitas discuss√Ķes internas na Nintendo para chegar ao que pensamos ser um pre√ßo razo√°vel para nossa conex√£o com os consumidores.

N√≥s realmente acreditamos que, independente do que outros est√£o fazendo ou que servi√ßos est√£o sendo oferecidos, no final √© uma batalha de conte√ļdo. Sentimos que √© uma quest√£o de trazer nossos servi√ßos ao consumidor a uma faixa de pre√ßo que os far√° felizes, e ent√£o estamos dispostos a ver o que podemos fazer da√≠ por diante. Este √© apenas o ponto inicial para n√≥s, ent√£o mais uma vez, √© uma batalha de conte√ļdo. Achamos que temos o que √© preciso para vencer a batalha nesta frente, e esperamos prover mais detalhes sobre o servi√ßo mais tarde.

Via TIME
    • Coment√°rios

  • Facebook ()
  • Google (0)
  • Disqus ()

0 coment√°rios:

Postar um coment√°rio