Nintendo está disposta a licenciar seus personagens para filmes, programas de TV e outros produtos, diz Iwata

quinta-feira, 2 de julho de 2015

Parte de uma nova estratégia que envolve a expansão de suas IPs para outros setores além dos videogames, a Nintendo pretende ser mais liberal no que diz respeito ao uso de seus personagens em variados tipos de mídias, incluindo filmes e programas de TV. Ao menos é isso que declarou o presidente da Nintendo, Satoru Iwata, durante recente encontro com acionistas.

Satoru Iwata afirmou também que a companhia pode até correr certos riscos que julga serem válidos, mas certamente não de forma inconsequente a ponto de manchar a reputação de suas marcas. Veja quais foram as exatas palavras do executivo sobre este importante tópico logo abaixo.

Como uma larga porção de nossas vendas vem de fora do Japão, temos várias ideias em mente para colaborações envolvendo licenciamento de personagens no Japão, América do Norte e Europa. E esta expansão não será limitada a mercadorias; pode tomar várias formas, incluindo, por exemplo, imagens ou mesmo filmes ou programas de TV.

Mesmo que eu não esteja certo sobre as formas, é seguro dizer que, além dos lucrativos negócios de licenciamento, a Nintendo vai correr riscos que julga serem válidos. Por outro lado, não são poucos os negócios que acabaram em uma pilha de estoque sobrando depois do curto período de popularidade de um produto específico.

Certamente arruinaria o valor do IP da Nintendo, e não melhoraria o valor corporativo a longo prazo se escolhermos este caminho. Porém, eu gostaria de recapitular que nosso plano atual não é simplesmente aumentar o número de propostas, mas sim ser mais proativos do que no passado, tomando decisões apropriadas que vão melhorar nosso valor corporativo a longo prazo.

Vale lembrar que a Nintendo anunciou recentemente uma parceria com o Universal Parks & Studios para a criação de atrações temáticas reais baseadas em suas marcas famosas, e que muito em breve - a partir do dia 30 de julho - poderemos ver uma versão gigante do Donkey Kong clássico destruindo tudo no filme Pixels, da Sony Pictures. E você, leitor(a), o que pensa sobre esta decisão da Big N em expandir a visibilidade de suas IPs de games através da utilização das mesmas em outras mídias, como cinema e TV? Comente!

    • Comentários

  • Facebook ()
  • Google (0)

0 comentários:

Postar um comentário