Produtor do Switch fala sobre rápida aceitação do console, "competição" com férias e smartphones, e mais

domingo, 10 de dezembro de 2017

Produtor geral do Nintendo Switch e também um dos mais geniais desenvolvedores da Nintendo, Yoshiaki Koizumi foi entrevistado recentemente pelo site japonês 4Gamer e fez interessantes declarações sobre o console, onde reafirmou, por exemplo, que o grande sucesso em vendas inicial superou todas as expectativas da companhia, reforçou os conceitos únicos do sistema, e até mesmo fez uma curiosa comparação ao dizer que enxerga uma concorrência entre os consoles domésticos com as viagens de férias. Confira a seguir um competente apanhado das principais declarações feitas por Koizumi nesta entrevista vindo de uma tradução realizada pelo site Nintendo Everything.

• Koizumi acredita que as vendas do console cresceram mais rápido que o esperado, pois a Nintendo imaginou que seria preciso de um a dois anos para que o conceito de portabilidade do console doméstico, que permite levá-lo consigo a qualquer lugar para apresentá-lo e jogá-lo com outras pessoas, se espalhasse de forma efetiva entre os consumidores. O sucesso inicial além das expectativas indica que a Nintendo soube transmitir bem este conceito a todos.

• A principal característica do Switch pode ser definida em poucas palavras: "A qualquer momento, Em qualquer lugar, Com qualquer pessoa". Koizumi diz que ficaria feliz em ver fotos de pessoas jogando durante festas ou recepções de casamento.

• Embora a maioria dos compradores de Switch no Japão sejam adolescentes ou jovens na casa dos 20 anos, Koizumi explica que conquistar o interesse desta faixa etária foi um grande desafio para a Nintendo, mas ainda ainda assim eles não têm nada especialmente programado para este público especificamente. O executivo ressalta que esta geração está mais propensa a jogar fora de casa com outros, e que são pessoas acostumadas a se divertir com games mobile, então os criadores do Switch fizeram o sistema tão acessível quanto os smartphones, com recursos como modo sleep e rápida inicialização.

• Ter dois controles Joy-Con para que o jogador pudesse compartilhar o game com alguém de maneira mais acessível foi um ponto bastante focado pela Nintendo com o Switch. Koizuma menciona que o game indie Snipperclips: Cut it out, together!, da SFB Games, explorou muito bem este conceito de partida cooperativa. A popularidade recente deste título, antes exclusivamente digital, possibilitou que uma versão em disco fosse lançada.

• A Nintendo mantém contato constante com desenvolvedores de games indie que tenham propostas adequadas ao Switch. O ambiente de desenvolvimento mais flexível atraiu muitos destes criadores independentes, algo que agradou a Nintendo, cujo desejo era o de ter uma boa variedade de games disponível para o console.

• Uma das teorias mais curiosas de Koizumi é a de que os consoles domésticos competem atualmente com as férias ao tentar convencer as pessoas de que, ao invés de gastarem seu dinheiro para viajar a locações diversas como o Havaí, é melhor "usar este dinheiro e tempo para jogar Mario em casa". Neste ponto, sistemas portáteis como o DS e o 3DS acabam tendo certa vantagem. Mas com o Switch, ele espera que as pessoas possam desfrutar de games de altas especificações técnicas mesmo durante as viagens de férias.

• Ao ser questionado sobre a predominância dos games mobile em todos os locais, Koizumi lembrou que a Nintendo também entrou nesta área, com o intuito claro de se conectar com pessoas do mundo todo. Ele pensa que a Nintendo deve "acompanhar" esta tendência ao invés de lutar contra ela, e menciona o lançamento do aplicativo Controle Parental Online do Nintendo Switch para sistemas móveis iOS e Android, cujo objetivo é o de permitir aos pais terem maior controle sobre o que seus filhos jogam e o tempo que jogam.

    • Comentários

  • Facebook ()
  • Google (0)

0 comentários:

Postar um comentário