terça-feira, 7 de março de 2017

Nintendo obtém vitória grandiosa contra distribuidora de produtos piratas na justiça canadense

A incessante guerra da Nintendo contra a pirataria acaba de render uma das mais grandiosas conquistas da criadora de Mario nos tribunais do Canadá. A Nintendo garantiu recentemente uma "retumbante vitória" em disputa judicial contra a Go Cyber Shopping, distribuidora de dispositivos contraventores como flashcards, modchips e copiadoras (como Sky3DS, Gateway 3DS e dispositivos similares) que violam a segurança dos consoles Nintendo e permitem utilizar cópias ilegais de games.

Uma corte federal canadense considerou a atividade ilegal e condenou o responsável Jeramie King a indenizar a Nintendo em 12.6 milhões de dólares canadenses, incluindo 1 milhão de dólares por danos punitivos.

King terá também de publicar em seu site um pedido de desculpas pelo prejuízo causado à Nintendo, assim como a suas desenvolvedoras e parceiras. A vitória da Nintendo neste caso ganha ainda mais importância por ser a primeira vez que a lei do "Ato Anti-Circunvenção de Direitos Autorais" canadense foi colocada à prova.

A Nintendo of America emitiu hoje um comunicado comemorando a histórica decisão da justiça canadense onde reforça sua posição de trazer produtos inovadores ao mercado de games e de protegê-los de quaisquer tentativas de roubo ou de mau uso. Leia a declaração completa logo abaixo.

A Nintendo continua a ser uma líder em trazer plataformas de games e softwares inovadores para nossos fãs e milhões de gamers ao redor do globo. A Nintendo tem um histórico estabelecido que demonstra nossa determinação de proteger nossos personagens e franquias icônicas. Continuaremos a proteger os trabalhos criativos de nossos desenvolvedores e reforçar vigorosamente nossos direitos de propriedade intelectual contra aqueles que tentam roubar ou fazer mau uso deles. - Devon Pritchard, Conselheiro Geral e Vice-Presidente de Processos de Negócios da Nintendo of America.

    • Comentários

  • Facebook ()
  • Google (0)

0 comentários:

Postar um comentário