quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Tamanho avantajado da fonte do Nintendo Switch remete aos dias de Super Nintendo; veja imagem

Compacto, leve e elegante. O Nintendo Switch é mesmo um console que consegue chamar a atenção pelo seu visual moderno e de fácil manuseio, afinal este é um sistema doméstico de games que também pode ser utilizado como um videogame portátil. Dito isso, você certamente vai se surpreender ao saber que a fonte de energia do novo console da Nintendo é grande, aparentemente pesada e nada discreta, remetendo aos anos 90, mais precisamente à era do Super Nintendo. A imagem ao lado foi divulgada pela loja online Best Buy , que está vendendo esta fonte separadamente pelo preço de U$29,99.

Com lançamento confirmado para o dia 3 de março pelo preço sugerido de U$299, o Nintendo Switch oferece um nível de liberdade jamais visto para um console doméstico, podendo ser encaixado e removido de sua base para funcionar também como um poderoso sistema de games portátil. Vale notar que no modo portátil é possível utilizar um cabo USB-C bem mais discreto para recarregar a bateria do console, que tem duração média de cinco horas.

    • Comentários

  • Facebook ()
  • Google (6)

6 comentários:

Rafael VG disse...

Não seria 6h?

Lucas Rinaldi disse...

É engraçado ver como uma propaganda pode mudar a própria percepção sensível das pessoas. Como assim, console de mesa que pode ser "utilizado" como console portátil? Será que é difícil perceber que o Switch é um portátil que pode se transformar em um console de mesa? Eu sei, eu sei, a propria Nintendo apresenta o console desta maneira. Mas é aí que está o erro, na minha opinião. De qualquer forma, eu simplesmente não consigo engolir essa ladainha de que um tablet, com pouco mais de 1 centímetro de espessura e uns 400g pode ser considerado PRIMEIRO um console de mesa e depois um portátil. Como se suas virtudes não se destacassem justamente como console portátil. Esta ênfase (como "home console") que vejo em quase todos os pronunciamentos da Nintendo sobre o Switch me preocupa. Eu temo que a Nintendo limite a biblioteca do Switch às franquias do segmento caseiro, deixando de explorar seu incrível potencial como console portátil.

Kadu Bonamin disse...

Rafael VG, a Nintendo diz que a bateria do Nintendo Switch dura de duas horas e meia a seis horas e meia, dependendo dos games que forem jogados, então isso acaba dando uma média aproximada de cinco horas.

Kadu Bonamin disse...

Lucas Rinaldi, entendo bem sua colocação, mas como você mesmo disse a Nintendo tem feito questão de promover o Nintendo Switch como um sistema doméstico de games que pode ser usado em modo portátil. É a descrição oficial, então temos que respeitar isso quando damos notícias sobre o console.

Lucas Rinaldi disse...

Claro, endendo perfeitamente. É que, embora eu acredite que esse posicionamemto possa mudar no futuro, essa ênfase acaba me deixando desconfiado. O que mais me chamou a atenção no Switch foi justamente a possibilidade dos segmentos portátil e caseiro convergirem para um único sistema (Switch). Eu me pergunto se a Nintendo, pelo menos no futuro — sei que o 3DS ainda é uma fonte de receita significativa — irá explorar as qualidades de "handheld" do movo console ou manterá a divisão estanque dos segmentos em sistemas diferentes. Resumindo: eu quero muito ver Pokemon e os demais jogos do segmento portátil no Switch. Só me sentirei seguro para comprar o console quando perceber um posicionamento nesse sentido. Você acha que há alguma há alguma possibilidade de isso acontecer?

Kadu Bonamin disse...

Na verdade eu acho que a Nintendo está meio que "testando o terreno" com o Nintendo Switch, e por isso também já deixou claro que não vai abandonar o 3DS tão cedo. Se as vendas do console foram satisfatórias, pode ser sim que ela decida se focar em uma única plataforma, pois estrutura interna para isso já existe. Mas este é um mistério que a gente só vai começar a decifrar com os próximos anúncios de games para Switch. Se rolar mesmo o anúncio de um Pokémon da série principal, por exemplo, aí é certeza que eles estão com essa ideia em mente.

Postar um comentário