segunda-feira, 12 de setembro de 2016

Jornal revela motivos pelos quais o primeiro-ministro japonês não fez cosplay completo do Mario em evento Olímpico

A festa de encerramento dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro provavelmente ficará gravada na memória de fãs de Mario por um longo tempo, afinal como esquecer a apoteótica aparição de Mario na breve apresentação dedicada às Olimpíadas Tokyo 2020, e da cena onde o primeiro-ministro japonês Shinzo Abe surge de dentro de um cano gigante no Maracanã lotado, vestindo o icônico chapéu vermelho do mascote da Nintendo? Mas se a intenção era destacar a figura de Super Mario, porque o cosplay de Abe foi tão tímido, e deixou de fora uma das marcas registradas do personagem: seu volumoso par de bigodes castanhos?

A resposta para esta intrigante questão foi revelada em uma matéria recente do jornal japonês Yomiuri Shimbun, mostrando que a decisão do Comite Olímpico do Japão em relação a este assunto é bastante compreensível. Fato é que na mesma ocasião em que estava sendo realizada a festa de encerramento das Olimpíadas do Rio, meteorologistas previram a chegada de um poderoso tufão na região japonesa de Kanto. Preocupado em não passar uma imagem muito "descontraída" em uma ocasião como esta, o próprio Abe optou por não incluir os bigodes ou fazer um cosplay completo de Mario na apresentação.

A matéria aponta ainda que, caso Abe tivesse tomado uma decisão diferente e se vestido totalmente como Mario, o elemento surpresa e a singularidade da cena teriam sido prejudicados de alguma forma. Outra revelação interessante é a de que inicialmente a ideia era a de ter um atleta ou alguma lenda do esporte aparecendo como Mario na apresentação japonesa, mas isso não foi possível devido a conflitos de agenda. Yoshiro Mori, antigo primeiro-ministro do Japão, sugeriu então que Shinzo Abe assumisse a função de "ser Mario" durante o evento. Uma sugestão certamente muito feliz para fãs do encanador bigodudo no mundo todo, você não acha, leitor(a)?

    • Comentários

  • Facebook ()
  • Google (0)

0 comentários:

Postar um comentário