sexta-feira, 8 de julho de 2016

Kimishima assume responsabilidade por fraco desempenho do Wii U nos EUA, e lembra de previsão otimista da Nintendo

Grande sucesso em vendas traz grandes responsabilidades. Muito embora o Wii tenha alcançado uma base instalada mundial superior a cem milhões de unidades e conquistado a liderança absoluta em vendas da geração passada, seu sucessor, o Wii U, deve encerrar seu ciclo com números bem mais modestos: aproximadamente quinze milhões de unidades vendidas no mundo todo. Hoje temos consciência que um dos principais motivos para o desanimador desempenho do Wii U nas lojas foi o marketing pouco eficiente da Nintendo, e o atual presidente da companhia, Tatsumi Kimishima, também reconhece isso.

Kimishima afirmou a acionistas da Nintendo que jamais fez previsões negativas sobre o desempenho do Wii U nas lojas como reportado em uma matéria do jornal japonês Nikkei por ocasião de sua posse como presidente em setembro do ano passado. No entanto, o executivo disse ter sim alertado sobre a grande responsabilidade que a Nintendo tinha em transmitir claramente aos consumidores o diferencial do Wii U, especialmente após a espetacular popularidade alcançada pelo revolucionário Wii.

Kimishima revelou ainda que havia um clima de muito otimismo na Nintendo em relação ao Wii U, sendo que durante uma reunião interna alguém chegou a sugerir que o novo console seria capaz de garantir uma base total de vendas similar a do Wii, previsão que infelizmente ficou bem distante da realidade. Leia a declaração completa de Kimishima sobre o assunto a seguir.

Primeiramente eu gostaria de esclarecer meus supostos comentários sobre o Wii U. Não quero arranjar desculpas, mas na época do lançamento do Wii U, eu era responsável pela nossa base de vendas nos Estados Unidos, e nunca fiz comentários pessimistas.

Em um encontro de vendas interno, alguém projetou que venderíamos perto de 100 milhões de sistemas Wii U no mundo todo. O pensamento era de que se o Wii vendeu bem, o Wii U seguiria o mesmo caminho. Eu disse que, uma vez que o Wii vendeu tanto, precisávamos explicar claramente a atração do Wii U para superar isso e vender o novo sistema, e essa não seria uma tarefa fácil.

Eu fui responsável por vender o Wii U, e eu sabia o que havia de bom nele, então falei às pessoas encarregadas das vendas sobre a importância de transmitir a atratividade do Wii U aos consumidores. Eu suponho que parte desta comunicação acabou sendo repassada em um tom negativo.

E você, leitor(a), o que pensa sobre o assunto? Você também acredita que a Nintendo falhou em apresentar o Wii U ao público de maneira adequada e com isso reduziu significativamente as chances de sucesso do console? Comente!

    • Comentários

  • Facebook ()
  • Google (0)

0 comentários:

Postar um comentário