Em entrevista, Shigeru Miyamoto revela qual a posição atual da Nintendo sobre fazer filmes de seus games

sábado, 22 de agosto de 2015

No decorrer das últimas décadas as indústrias do cinema e dos games tem se aproximado cada vez mais, e com a notória evolução gráfica dos consoles atuais, muitos títulos de hoje certamente podem ser confundidos com filmes interativos. Além disso, desde a controversa adaptação cinematográfica de Super Mario Bros. em 1993, muitas franquias de sucesso do mundo dos games já invadiram também os telões dos cinemas: Street Fighter, Mortal Kombat, Tomb Raider, Prince of Persia, Hitman, Resident Evil, Doom, Silent Hill, etc. Mas qual será a posição atual da Nintendo no que diz respeito a levar suas principais marcas de games aos cinemas? A revista Fortune fez esta pergunta a Shigeru Miyamoto durante a E3 2015 em junho, e divulgou recentemente qual foi a resposta dada pelo reverenciado designer, que você pode conferir logo abaixo.

Nós tivemos, através dos anos, um número de pessoas que vieram até nós e disseram "Por quê não fazemos um filme juntas - ou fazemos um filme e vocês fazem um game e lançamos ambos ao mesmo tempo?' Por games e filmes parecerem mídias similares, as expectativas naturais das pessoas é que queremos transformar nossos games em filmes... Eu sempre senti que videogames, por serem uma mídia interativa, e os filmes, por serem uma mídia passiva, são bem diferentes.

Conforme olhamos de forma mais ampla de qual é o papel da Nintendo como uma companhia de entretenimento, estamos começando a pensar mais e mais sobre como os filmes podem se encaixar nisso - e estaremos olhando potencialmente para coisas como filmes no futuro.

Será que em breve poderemos ter um novo filme de Super Mario, ou a estreia de The Legend of Zelda nos cinemas? O que você acha da ideia, leitor(a)? Comente!

    • Comentários

  • Facebook ()
  • Google (0)

0 comentários:

Postar um comentário