Artista reimagina sprite da princesa Peach em Super Mario Bros. 2 (NES)


Seja por meio da famigerada pixel art apreciada por artistas nostálgicos e fãs de estética retrô vaporwave, ou por toalhinhas bordadas em ponto-cruz pelas nossas honoráveis avós, nós sabemos o quão desafiante pode ser a formação de um desenho utilizando quadrados grandes. Essa técnica também pode ser experimentada em jogos como Mario's Picross (Game Boy, 1995).

No início da história dos videogames, a criação de sprites era um dos maiores desafios dos designers. Por mais que as ideias de um projeto possam ser perfeitamente transmitidas para o papel nos primeiros rascunhos de um jogo, na hora de comprimi-las para um sprite de 16 pixels de altura, a coisa pode mudar de figura.

Alguns dos sprites não envelheceram tão bem, como é o caso da princesa Daisy em Super Mario Land, ou dos ports obscuros de Donkey Kong e Mario Bros. que pipocaram nos anos 80 nos sistemas Atari 800, Atari 2600 e Intellivision.

Alguns, como a princesa Peach em Super Mario Bros. 2 — ou Super Mario USA, no Japão —, podem ser muito bonitos, mas acabam passando uma ideia diferente do planejado. Olha só essa carinha:


Com base nisso, o desenhista curitibano Mag, que trabalha na Lunic Games, fez a sua própria reinterpretação deste sprite da princesa Peach como realmente o vê — com uma expressão ligeiramente chateada:



Esta não foi a única interpretação de um sprite clássico produzida pelo talentoso ilustrador. No grupo de tweets Sprite Redraws, é possível ver o take dele em imagens de Super Mario Bros., The Legend of Zelda e até mesmo Super Mario RPG: Legend of the Seven Stars. Confira!
Eduardo Jardim

Natural de São Paulo (SP), Eduardo "Pengor" Jardim é um criador de conteúdo, cartunista e imaginauta. Criou o Reino do Cogumelo em 2007 e desde então administra e atualiza seu conteúdo, conquistando um prêmio Top Blog e passagens pela extinta Nintendo World.

2 Comentários

Postagem Anterior Próxima Postagem