Jogar Mario Kart é uma influência positiva nas relações amorosas, diz pesquisa

Há quem diga que o amor não é uma competição, mas com certeza pode partir de uma — é o que conclui a agência de viagens Century Link numa recente pesquisa sobre a influência positiva dos video games nas relações amorosas dos entrevistados.

Ao contrário do que possa parecer, arremessar cascas de banana e cascos de tartaruga contra seu alguém especial numa pista qualquer de Mario Kart representa uma influência positiva em sua relação. A atemporal franquia de corrida da Nintendo ficou em primeiro lugar na lista dos jogos de maior impacto na vida amorosa dos inquiridos, de faixa etária entre 18 e 24 anos. Em seguida no pódio desta mesma categoria, estão as franquias de first-person shooter Call of Duty e o RPG open world The Elder Scrolls V: Skyrim.

Entre mil pessoas que responderam à pesquisa, mais da metade concordou com um impacto positivo em suas relações e 9% disseram ter experimentado tanto experiências positivas quanto negativas. Também vale notar que apenas 42 pessoas atribuíram aos jogos eletrônicos o motivo de seus términos.

De acordo com o terapeuta sênior Ryan M. Earl do Chicago Center for Relationship Counseling:
"Video games podem ajudar as pessoas a trabalhar juntas por um objetivo em comum, compartilhar desafios, competir, resolver problemas e muito mais. Os video games, assim como qualquer outra coisa, podem ser uma atividade compartilhada, e esse tipo de atividade pode alimentar a intimidade das pessoas."
Talvez umas pancadas de Bill bala no cucuruto seja o elemento-chave para que seu crush comece a reparar em você. Dentro das pistas de Mario Kart, é claro!
Eduardo Jardim

Natural de São Paulo (SP), Eduardo "Pengor" Jardim é um criador de conteúdo, cartunista e imaginauta. Criou o Reino do Cogumelo em 2007 e desde então administra e atualiza seu conteúdo, conquistando dois prêmios Top Blog e passagens pela saudosa Nintendo World.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem