domingo, 17 de abril de 2016

Saiba curiosidades sobre o (não lançado) portátil "Atlantis" da Nintendo; Game Boy Color quase ganhou tela de toque

Sucessor direto do Game Boy Color, o portátil Game Boy Advance, lançado pela Nintendo em março de 2001, fez um imenso sucesso com seu hardware de 32 bits, que possibilitava ao sistema rodar games com visuais e sons bastante sofisticados para a época. No entanto, antes de desenvolver o Game Boy Advance, a Nintendo estava trabalhando em um projeto diferente de portátil para suceder o Game Boy Color, denominado "Atlantis".

O site alemão Nintendo-Online fez uma intensa pesquisa sobre o assunto, e descobriu algumas curiosidades bem interessantes sobre este projeto, e também sobre uma tela de toque que quase foi lançada para o Game Boy Color em 1998, seis anos antes do revolucionário portátil Nintendo DS popularizar a tecnologia. Estas fascinantes informações foram gentilmente traduzidas para o inglês e organizadas pelo pessoal do site Nintendo Everything; conheça-as a seguir.

Projeto Atlantis

• Este projeto não estava ligado ao Game Boy Advance, cujo projeto foi denominado inicialmente de "Advanced Game Boy"
• O "Projeto Atlantis" começou a ser desenvolvido em 1995
• Ele seria um portátil de 32 bits a cores, com quatro botões e uma tela ainda maior que a do Game Boy Advance; jornalistas diziam que ele seria lançado no final de 1996
• Segundo rumores, o "Atlantis" tinha poder comparável ao do Nintendo 64, e um processador de 160MHz (o GBA tinha 16.8 MHz), e bateria com duração de 30 horas
• A Nintendo confirmou o projeto, mas nunca lançou o "Atlantis", por uma série de motivos: o tamanho avantajado do sistema, consumo excessivo de energia, altos custos de produção e insatisfação com o seu desempenho técnico
• Além dos motivos mencionados acima, o Game Boy Pocket também estava vendendo muito bem na época
• O engenheiro que liderou o desenvolvimento do Nintendo DSi, Masato Kuwahara, mostrou uma imagem do portátil "Atlantis" durante o evento GDC 2009; você pode visualizar esta imagem no topo da matéria

Curiosidades extras sobre portáteis Game Boy

• Kuwahara chegou a desenvolver em 1998 um acessório de tela de toque que seria acoplado à tela normal do Game Boy Color; a imagem abaixo mostra a aparência deste acessório acoplado em um Game Boy Advance SP


• O time de desenvolvimento do Game Boy Advance experimentou com um modelo dobrável do portátil, mas como o aparelho era muito grosso, a ideia foi descartada; dois anos mais tarde, no entanto, ela foi aproveitada com o lançamento do Game Boy Advance SP
• O desenvolvimento do Game Boy Advance só começou após o lançamento do Game Boy Color, e levou apenas dois anos para ser concluído

A julgar pelas informações acima, você acredita que a Nintendo tomou a decisão certa em desistir do "Projeto Atlantis" e também da tela de toque que poderia ser acoplada ao Game Boy Color, leitor(a)? Comente!

    • Comentários

  • Facebook ()
  • Google (0)

0 comentários:

Postar um comentário