Gerente da Nintendo para a América Latina diz que marketing de Super Mario Maker é voltado para crianças e adultos

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Splatoon e Super Mario Maker são as duas maiores apostas da Nintendo para o Wii U neste final de ano, e isso pode ser notado claramente pelas grandes campanhas de marketing recebidas por estes dois títulos. Por essa razão, alguns outros títulos de altíssima qualidade como Xenoblade Chronicles X, que será lançado no início de dezembro, acabam recebendo menos promoção.

Aproveitando a presença da Nintendo na parada natalina Bolo Fest Liverpool, realizado na Cidade do México no último sábado, o site GameDots questionou Dianne Segovia, Gerente de Marketing da Nintendo para a América Latina, sobre os motivos que levaram a companhia a não promover o novo Xenoblade Chronicles com o mesmo empenho das campanhas realizadas para Splatoon e Super Mario Maker; leia qual foi a resposta da executiva logo abaixo.

Splatoon era uma nova IP e tivemos de começar do zero em termos de apresentá-la ao público. Mario Maker era um título que servia como celebração pelos 30 anos de Super Mario Bros., e por isso tivemos de fazer um negócio grande; foi realmente uma grande celebração, não apenas um lançamento de videogame.

Xenoblade Chronicles X é um RPG, um game para fãs de RPG e de Xenoblade. Não fizemos nada muito grande porque a audiência deste game já sabe que ele existe e está atenta ao seu lançamento.

Segovia falou também sobre os tipos de comerciais que a Nintendo para a América Latina preparou para títulos como Super Mario Maker e Splatoon, especificamente sobre qual é o público alvo almejado pela companhia ao divulgá-los.

Depende do game. Neste momento, para promover o Wii U, estamos lançando comerciais diretamente para os pais que têm crianças novas que ainda não conhecem muito o console. Eles são o público alvo agora, e é por isso que algumas vezes nossos comerciais podem parecer um pouco infantis.

Games como Super Mario Maker têm dois tipos de comercial, um para crianças e um para adultos. Isso foi feito para que os adultos possam ser atraídos pela nostalgia, e as crianças sejam atraídas pelo uso do GamePad e os outros novos elementos.

No caso de Splatoon, usamos uma canção para o comercial. O design do comercial foi feito para parecer que o game era apenas para crianças. Para situações como essa, para atrair adultos, nós trazemos o game para espaços públicos para que o público em geral possa conhecer o game e jogá-lo.

E você, leitor(a), o que pensa sobre as estratégias de vendas da Nintendo para a América Latina envolvendo o Wii U neste final de ano? Acredita que continuar se focando em Super Mario Maker e em Splatoon é mesmo a melhor decisão? Comente!

    • Comentários

  • Facebook ()
  • Google (0)

0 comentários:

Postar um comentário